Divulgação

Números divulgados pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto) mostram que só no primeiro quadrimestre do ano, foram feitas mais de 4,2 milhões de transações de veículos usados, aumento de 6% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Em 2017 o território nacional consumiu 6.017.671 de seminovos em um período de seis meses, ou seja, o setor de seminovos cresceu 9% somente no acumulado do ano. Enquanto isso, a procura por veículos 0 km é a mais baixa em 11 anos. Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos (Fenabrave), essa onda de compra e venda de seminovo gerou um resultado tão bom nas principais locadoras de automóveis do país, que o setor já arrecadou mais de R$ 2 bilhões.

 

Mais de duas mil concessionárias já fecharam as portas ao longo da crise, e o ano segue não só refletindo o resultado de um mercado que sofreu um grande desequilíbrio, como também abre espaço para uma transição e adaptação no setor. Os números têm indicado cada vez mais um momento positivo para um negócio que está em constante crescimento: o setor de seminovos. Após a chegada e ascensão da era virtual, o público já não é mais o mesmo, por isso, muitas empresas se viram obrigadas a se reinventar. O setor automotivo foi um dos que mais sofreram impacto com essa mudança e não entender o cliente pode ser a maior ameaça para qualquer negócio.

 

Para Ricardo Lima, sócio-proprietário da Passe Carros, portal de repasse de veículos, logo não restarão alternativas: teremos que mudar nossa forma de interagir com o cliente ou o perderemos. Em entrevista para a revista Locação, Lima explica como a tecnologia se tornou aliada do setor automotivo: “Com um leque maior de negócios, o estoque gira mais rápido e permanece sempre novo”. A transição do mercado causada pela tecnologia, mais conhecida como efeito locadoras de vídeo, vem causando impacto em diversos setores, e quando usada a seu favor, empresas de todos os tamanhos podem se manter competitivas, garantindo inúmeras vantagens em seus negócios.