Divulgação

 

As organizações no atual cenário global tentam se manter de maneira competitivas no mercado para sua sobrevivência; através do auxílio da tecnologia agregam valores ao produto ou ao serviço, controlam racionalmente os custos envolvidos nos processos, buscando formas de fidelizar e conquistar seus clientes. Podem-se observar as constantes inovações de tecnologia no mercado, para utilizar e controlar a movimentação dos veículos, máquinas e  transporte de cargas, com propósitos de aumentar a segurança e a eficiência nas entregas, possibilitando assim, um serviço de melhor qualidade aos clientes.

 

Um dos maiores problemas enfrentados pelos gestores de frota são Roteirização mal alinhada, ocasionando problemas tais como custos logísticos, jornada de trabalho, manutenção de frota, insatisfação de clientes e dispersão de KM. Segundo Ballou (2006), o transporte normalmente representa o elemento mais importante em termos de custos logísticos para inúmeras empresas. A movimentação de carga absorve de um a dois terços dos custos logísticos totais. Portanto, é importante que haja uma distribuição eficiente, ou seja, com menor custo para ambas as partes (prestador de serviço de distribuição e contratante) e ofereça agilidade, confiabilidade e segurança ao cliente. Para a empresa conseguir atingir seus objetivos é necessário tomar algumas ações corretivas para alinhar as tarefas de planejamento, organização e controle.

 

Em dez anos, o transporte toneladas úteis (TU) de carga no Brasil aumentou em 29,5%, passando de 389 milhões em 2006 para 503,8 milhões em 2016, informa o anuário de 2017 da CNT (Confederação Nacional do Transporte). O mesmo levantamento mostra que, entre 2001 e 2016, a frota de caminhões cresceu 84,3% (de 1,5 milhão para 2,6 milhões).Da frota total que circula no Brasil, 1,09 milhão de caminhões são de empresas, 554 mil são de caminhoneiros autônomos e 23 mil, de cooperativas.

 

Para a diretora da Bluesat, Gabriela Brissi, o rastreamento veicular é uma tendência em todo o país devido ao baixo custo e ao alto índice de recuperação caso o veículo for roubado. Com o sistema de rastreamento GPS a empresa tem acesso aos backups de dados da frota corporativa. Os percursos, distâncias, velocidades, tempo gasto,  número de tarefas concluídas, número de paradas e a velocidade média são registrados através do rastreamento. Os relatórios são extremamente úteis para planejamento de recursos logísticos, gerenciamento e cronograma das atividades de transportes.

 

Desde 2007 a Bluesat presta serviço Rastreamento por GPS/GPRS e é pioneira na utilização do rastreador com armazenamento de dados, tecnologia indispensável para situações onde não há sinais da operadora de telefonia. Ao longo dos anos prestando serviço de rastreamento a Bluesat se especializou no atendimento a diversos tipos de Frotas, de pequenas até grandes empresas. Com uma Plataforma eficiente, moderna e de fácil navegação, as informações produzidas pelo veículo são unificadas, tratadas e disponibilizadas em tempo real, completa Brissi.