Ripi Galileu, do Team Rinaldi, está confirmado na etapa brasileira do Hard Enduro Series - Foto: Janjão Santiago

Ripi Galileu está confirmado no Hard Enduro Series – Foto: Janjão Santiago

O Team Rinaldi encara o mais alto nível do enduro para motocicletas nos próximos dias. Os irmãos Rigor Rico e Ripi Galileu correm em casa no Minas Riders, etapa de abertura do Hard Enduro Series, de 17 a 20 de abril em Minas Gerais. Neste final de semana, Janaína Souza estreia no Mundial de Enduro FIM em Gouveia, Portugal, palco da segunda etapa do calendário.

 

O Hard Enduro Series é o campeonato com os desafios mais extremos do planeta. Pela primeira vez no Brasil, a disputa inclui quase 500 quilômetros de percurso e passará por Belo Horizonte, Nova Lima, Ouro Preto e outras cidades da região. O evento traz a assinatura de Martin Freinademetz, idealizador do Romaniacs, lendária prova romena da modalidade.

 

Rico e Galileu estão em contagem regressiva para a largada do Minas Riders. A dupla está confirmada na categoria Silver. “Tudo é novidade para nós, é a primeira vez que competimos no Hard Enduro”, explicou Rico, bicampeão brasileiro de Enduro FIM (classe E2). “A gente tem facilidade de andar em trilha difícil e sempre se deu bem nos terrenos de Minas Gerais. Mesmo assim, o desafio promete ser muito duro, ainda mais por eu ter ficado com dengue na última semana”, acrescentou.

 

Janaína Souza em Portugal no Mundial de Enduro FIM - Divulgação

Janaína Souza em Portugal no Mundial de Enduro FIM – Divulgação

Janaína no Mundial – Atual campeã brasileira de Enduro FIM na classe Feminina, Janaína Souza irá realizar o sonho de competir fora do país. A atleta do Team Rinaldi estará no grid da categoria Júnior do Mundial da modalidade e ainda disputa a classe Feminina pelo campeonato português, no GP de Gouveia.

 

Janaína está em Portugal há mais de uma semana e já fez o reconhecimento do percurso da prova. “Caminhei pelas especiais e há muita pedra, com trechos técnicos e de bastante dificuldade, principalmente no Extreme Teste natural. Tem chovido e feito frio aqui em Gouveia”, contou Janaína.

 

Os pilotos terão pela frente duas voltas no circuito de 40 quilômetros, tanto no sábado quanto no domingo. “Será a minha primeira competição fora do Brasil, sem dúvidas a realização de um sonho. A experiência de participar do Mundial é única, estou adorando e vou fazer o melhor possível na prova”, concluiu.