O tempo e o dinheiro são duas coisas que não podem ser desperdiçadas nos dias de hoje. Perder um, é perder o outro logo em seguida. São muitos os compromissos agendados em apenas um dia e em diferentes cidades, estados e países. Nesse caso, depender de voos comerciais é sentir na prática que tempo é dinheiro. Uma conta rápida demonstra o tamanho do custo para uma empresa. Um executivo que ganha o valor de R$200/hora pode ter um impacto de R$760 a cada hora que ele está parado no aeroporto aguardando o voo. Outros custos também podem ser somados: tempo de escala em aeroportos, troca de aeronaves, itinerário pouco flexível.   No entanto, muitas empresas ainda descartam o voo executivo por deduzir que será muito mais caro do que deixar um de seus executivos três horas parado em um aeroporto. Este é um erro comum, pois a falta de informação faz acreditar que esta é a melhor opção, quando na verdade ela é a mais cara, somando todos os custos tangíveis e intangíveis. Continue lendo [...]