Fedeu! Quando alguma mudança afeta o orçamento não há quem aceite de boca calada. Na semana passada, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou um novo Pacto da Concórdia, válido até 2020, que abre caminho para que a FOM (Formula One Management) negocie o fornecimento de combustível com um único fornecedor. O documento, assinado pela FIA e pela FOM, detentora dos direitos comerciais da F1, afirma que Bernie Ecclestone está “autorizado a conduzir negociações comerciais com potenciais fornecedores”. A informação é do diário alemão Bild.    Pelo novo Pacto da Concórdia, a FIA aumentou a participação nos lucros e, em contrapartida, se comprometeu a criar um grupo de estratégia para decidir as novas regras da categoria, acabando com a comissão que existia anteriormente nesta função. Jean Todt, presidente da FIA, comemorou o êxito nas negociações. “Nós podemos ficar orgulhosos desse acordo, que estabelece bases mais efetivas para Continue lendo [...]