O maior número de ocorrências de quebra da junta homocinética não está relacionado há problemas com o componente em si. As ocorrências na maioria das vezes estão relacionadas a outros componentes do sistema de transmissão ou suspensão, conforme avaliação da Nakata.   A junta deslizante fica no lado do câmbio e devido a sua aparência também é chamada de bolachão pelo mercado de reposição. As características construtivas dessas juntas permitem que o semieixo homocinético sofra variações no seu comprimento (daí o nome deslizante) para poder acompanhar e compensar os movimentos da suspensão do veículo.   As principais causas de quebra do componente são:   - Carro rebaixado altera o ângulo do semieixo e provoca a quebra da homocinética deslizante, aplicada no lado câmbio.   - Coxim do motor e/ou câmbio quebrado causa desalinhamento do conjunto e posterior quebra da junta.   - Longarina empenada ou quebrada assim como os coxins, provoca desalinhamento Continue lendo [...]