Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Tag: GP da Malásia
Lewis Hamilton venceu de ponta a ponta o GP da Malásia, disputado no circuito de Sepang, domingo (30). O resultado, no entanto, era conhecido da maioria. Um dos pilotos da Mercedes venceria, restava saber qual. O pódio de Kuala Lumpur não foi uma surpresa, e teve Hamilton, Rosberg e Vettel, que contrariou opiniões, inclusive a minha, de que a Red Bull era carta fora do baralho. Não foi. O tetracampeão mantém acesa a chama de buscar o penta.   Posso dizer sem risco de errar: foi uma corrida chata. Sem emoção. Porém, a etapa malaia teve algo de agradável, sim, principalmente para os fãs de Felipe Massa por ele desobedecer a uma ordem de boxes velada, que, pelo rádio, apontava seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, como mais rápido naquele momento da corrida. O brasileiro fingiu que não ouviu e se o fez de propósito foi para marcar território dentro do time. Ótimo.   Não resta dúvida que a desobediência vai render pano para manga dentro da Williams. Vai. Continue lendo [...]
Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou sábado (29) a pole position para o Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1, no Circuito de Sepang. A sessão marcada pela tempestade que desabou sobre o circuito malaio. Essa foi a segunda pole do britânico nesta temporada – a primeira foi na Austrália – ao registrar o tempo de 1min59s431 no Q3, ante 1min59s486 do atual tetracampeão Sebastian Vettel, da Red Bull. Nico Rosberg e Fernando Alonso foram a segunda fila.   Quem não foi nada bem foi a Williams. A equipe de Felipe Massa e Valtteri Bottas errou na estratégia de pneus ao mandar para a pista seus pilotos com pneus intermediários ideais para pista molhada e não para chuva intensa. Com isso, Felipe Massa foi apenas o 13º, enquanto o finlandês Valteri Bottas terminou o dia na 15ª posição, à frente de Romain Grosjean, da Lotus.   Como foi – Os treinos começaram com 50 minutos de atraso em decorrência da tempestade, que teimava em não cessar. Com pista liberada e Continue lendo [...]
Nico Rosberg, da Mercedes, confirmou a boa forma e sobrou no segundo treino de sexta-feira em Sepang, na Malásia, ao travar o cronômetro com o tempo de 1:39s909 seguido de Kimi Räikkönen, da Ferrari (1:39s944). Pela manhã, seu companheiro de Mercedes, Lewis Hamilton, fez o melhor tempo, mas não conseguiu repetir o bom ritmo durante a sessão da tarde e ficou em quarto, atrás de Sebastian Vettel, o terceiro, e na frente de Fernando Alonso. Felipe Massa, da Williams, andou forte no início da sessão e chegou a liderar por algum tempo, mas fechou o dia apenas na sexta posição.   Atrás de Felipe apareceram Daniel Ricciardo, desclassificado na Austrália por irregularidade no fluxômetro, e Jenson Button. As boas posições da tetracampeã de Construtores Red Bull parece ter encontrado, aparentemente, o caminho das pedras já que foi um verdadeiro fiasco nos treinos da pré-temporada. Já o britânico da McLaren não manteve o ritmo obtido pela manhã e encerrou o dia atrás Continue lendo [...]
O GP da China, terceira etapa da temporada 2013 da Fórmula 1, pode ser palco de disputas extra pista, mais precisamente nos bastidores, onde o caldeirão sem fundo está fervendo mais que as ponteiras dos escapamentos dos carros. As “desobediências de ordens” das chefias da Red Bull e Mercedes, envolvendo o tricampeão Sebastian Vettel e Mark Webber e Lewis Hamilton e Nico Rosberg, respectivamente, geraram animosidade, para não dizer rusga declarada, queda de braço entre os pilotos. Vettel e Hamilton ultrapassaram seus companheiros de time, não dando bola aos pedidos para remapearem seus motores e terminarem a prova nas posições que ocupavam no GP da Malásia. Ou seja, se respeitasse, Webber venceria com o alemão na cola, o mesmo ocorrendo com o inglês, então quarto, atrás de Rosberg, o terceiro. Não aconteceu e as caras amarradas foram vistas no pódio malaio. Resumindo, fedeu, com o perdão da palavra. O GP da China de Fórmula 1 acontece neste domingo, às 4 horas.   O Continue lendo [...]
  A desobediência de Sebastian Vettel ao se colocar acima dos interesses da equipe, ultrapassar seu companheiro de equipe Mark Webber e vencer o GP da Malásia continua rendendo pano para manga, e para dar um basta na situação, o tricampeão mundial resolveu não esperar as coletivas de imprensa do GP da China, que acontecem nesta quinta-feira (11), e resolveu esclarecer a sua posição sobre a polêmica ultrapassagem ocorrida há três semanas. Em um comunicado da Infiniti, montadora que patrocina a Red Bull, o alemão admitiu que errou ao não seguir a orientação da equipe (de reduzir os giros do motor e manter posições), mas que ele não deve se desculpar por ter vencido uma corrida.   “Eu disse logo depois, eu me desculpei por ter me colocado acima da equipe, o que eu não queria fazer, mas não existe muito mais o que posso dizer. Eu não vou me desculpar por vencer. Acho que antes de tudo este é o motivo para as pessoas me empregarem e por eu estar aqui. Amo correr Continue lendo [...]
A estória se repete. Basta um entrevero para os rumores pipocarem. O cara da vez é Mark Webber, descontente com a manobra realizada por seu companheiro de equipe, o tricampeão mundial Sébastian Vettel, último GP da Malásia ao desobedecer a uma ordem da equipe e ultrapassar o australiano nas voltas finais da prova. O episódio ganhou proporção na mídia, que aproveita o intervalo de três semanas para dar novas nuanças ao que pode acontecer.  O jornal alemão Bild noticiou que Webber está conversando com a equipe Porsche para ser seu piloto nas 24 horas de Le Mans, e deixaria assim a Red Bull e a Fórmula 1. Cá entre nós, deixar a melhor equipe da principal categoria do automobilismo mundial para correr em uma secundária, parece lorota contada em boteco. "Se ele quiser ir embora, será sempre uma escolha dele, para nós ele é um fortíssimo candidato a ser nosso piloto em 2014", afirmou Dietriech Mateschitz, dono da Red Bull, que já havia dito anteriormente que Kimi Räikkönen Continue lendo [...]
  Sebastian Vettel venceu o GP da Malásia, disputado no circuito de Sepang na madrugada de domingo (24) no Brasil após uma disputa acirrada com seu companheiro de equipe Mark Webber, segundo colocado na etapa. Foi uma corrida sensacional com várias trocas de posições. Mas o clima ficou tenso dentro da Red Bull e também na Mercedes. Isto porque o alemão tricampeão mundial fez que não entendeu as ordens dos boxes, via rádio para manter posição, e partiu feito uma fera para cima do australiano, o que gerou desconforto declarado. O mesmo aconteceu na Mercedes. A disputa entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg seguiu o mesmo roteiro dos pilotos da equipe dos energéticos. O inglês estava mais lento na pista e Rosberg pediu autorização para passa-lo. O pedido foi negado por Ross Brown, chefe da equipe, que recebeu um aviso do piloto, via rádio: “lembre-se de hoje”. O couro vai comer. No pódio, os três pilotos estavam de cara amarrada, sinal que o assunto vai render. Massa Continue lendo [...]