Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Tag: GP da Austrália
  Lewis Hamilton, da Mercedes, brilhou solitário no novo sistema de classificação e vai largar na posição de honra no GP da Austrália, etapa que abre a temporada 2016 da Fórmula 1. Nico Rosberg completa a primeira fila e na segunda largam os pilotos da Ferrari Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen, respectivamente. Entre os brasileiros, Massa larga em sexto e Nasr em 17º. O novo formato de formação do grid ficou bem interessante até o Q2, quando a cada 90 segundos um piloto é desclassificado, mas teve uma quebra de clímax total no Q3. A sempre esperada disputa pela pole não aconteceu e, certamente, frustrou quem permaneceu com os olhos pregados na televisão. Sem condições de lutar pela ponta os pilotos foram abandonando a pista, e o que poderia manter o ritmo de corrida caiu no vazio.     É inegável que o novo sistema de classificação trouxe emoção extra. Carros e pilotos que antes só eram vistos ao abandonarem a prova agora têm mais tempo de Continue lendo [...]
A súbita e surpreendente evolução do RB10 de Daniel Ricciardo, da Red Bull, que durante dos testes da pré-temporada era um saco de problemas, ao conquistar a segunda colocação no GP da Austrália, e depois desclassificada, teve, para muitos, um sotaque de desonestidade. O fluxômetro, aprovado pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) apresentou problemas de variação, que, pelo regulamento, deve controlar a injeção de combustível no limite de 100 kg/h. Sinceramente, eu discordo. Se os sensores do fluxômetro apresentaram disparidades, fora substituído, e mais tarde recolocado nos carros da equipe rubro-taurina, erraram todos, e manchou ainda mais a imagem desgastada da F1.   Os comissários avisaram a equipe sobre o problema e exigiram que ela controlasse o dispositivo. Mas como, se o mesmo apresentava variação de comportamento? No meu entender, se os fluxômetros dos carros de Ricciardo e do tetracampeão Sebastian Vettel estavam bichados, o correto seria Continue lendo [...]
Depois de 30 anos da vitória do pai Keke Rosberg, em 1985, seu filho Nico Rosberg venceu de ponta a ponta o GP da Austrália, domingo (16), a primeira etapa da temporada 2014 da F1. O alemão da Mercedes começou a triunfar no circuito de Albert Park desde a largada ao partir da terceira posição no grid para a liderança, deixando para trás seu companheiro de equipe, o inglês Lewis Hamilton e Daniel Ricciardo, da Red Bull, que terminou em uma surpreendente segunda posição seguido do estreante dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren. Hamilton, pole-position e favorito à vitória, não teve muita sorte e abandonou nas voltas iniciais com problemas no motor.   Faltou sorte, também, para o brasileiro Felipe Massa, que, foi literalmente abalroado pelo japonês Kamui Kobayashi na freada a primeira curva, determinando, assim, fim de prova para ambos. Destaque para Valtteri Bottas, companheiro de Massa na Williams, que, sem piada, desceu a bota durante toda a prova, sinal que os Continue lendo [...]
Chuva, assovios do turbo, surpresas agradáveis e outras desagradáveis. Foi com esse cenário que Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou a primeira pole-position da temporada 2014 da F1. A boa surpresa foi o segundo colocado: Daniel Ricciardo, da Red Bull, que deixou evidente que será uma pedra na sapatilha de seu companheiro de equipe, o tetracampeão mundial Sebastian Vettel, que não conseguiu passar do Q2 e parte da 12ª posição no GP da Austrália, o primeiro da temporada, a ser disputado domingo (16), no circuito de Albert Park. A largada acontece às 3 horas (horário de Brasília)   A classificação foi emocionante. Nos minutos finais, o líder na tabela de tempos era nada menos que a prata da casa, Daniel Ricciardo, ao deixar para trás o alemão da Mercedes Nico Rosberg. A torcida entrou em êxtase, mas durou pouco tempo. A comemoração terminou quando Hamilton cravou o tempo de 1min44s231 na sua última tentativa e foi 0s3 mais rápido que o piloto australiano. Rosberg Continue lendo [...]