F1 - RICARDO RIBAS Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Tag: F1
A Sauber anunciou sexta-feira (14) Simona de Silvestro como “pilota afiliada” do time. A suíça de 25 anos vai participar de um programa de desenvolvimento com a meta de conquistar a superlicença e se preparar para ocupar uma vaga em 2015. A pilota suíça competiu na Indy nos últimos quatro anos pela KV e fechou a temporada 2013 na 13ª posição no placar final do campeonato. Simona foi, também, a primeira mulher a conquistar um pódio em uma prova de rua na Indy ao completar a etapa de Houston do ano passado no segundo lugar, em 2013. Agora, ela começará sua preparação para a F1 com testes em pista e no simulador, bem como a preparação mental e física.   “Este é um grande passo para que eu conquiste um sonho de toda vida e estou muito feliz por ter a oportunidade de dar este passo com um time tão bom. A Sauber é uma equipe com um legado e a única escuderia suíça da F1, o que torna isso ainda mais animador”, disse a suíça. “Não posso agradecer Monisha Continue lendo [...]
Tem coisas que a gente precisa de algum ou muito tempo para digerir antes de engolir. As mudanças para a próxima temporada do Mundial de F1 aprovadas pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo), segunda-feira (9), é bem isso. A entidade maior do automobilismo mundial aprovou e anunciou que o piloto vencedor da última corrida da temporada receberá o dobro de ponto. Ou seja, em vez de 25 ele levará 50 pontos. Fica a pergunta: para que isso se equipes e pilotos correm todas as provas em, teoricamente, pé de igualdade? Se essa for mais uma medida paliativa para melhorar a audiência será uma besteira sem nome. A F1 há tempos deixou de ser esporte. Ela é, sim, um negócio megamilionário cujos participantes (leia-se: equipes, FIA, FOM, pilotos e patrocinadores) estão mais interessados em aparecer do que fomentar o esporte a motor propriamente dito.   Dessa forma, o GP de Abu Dhabi de 2014, que acontece em 23 de novembro e encerrará a temporada, valerá o dobro das Continue lendo [...]
  Fedeu! Quando alguma mudança afeta o orçamento não há quem aceite de boca calada. Na semana passada, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou um novo Pacto da Concórdia, válido até 2020, que abre caminho para que a FOM (Formula One Management) negocie o fornecimento de combustível com um único fornecedor. O documento, assinado pela FIA e pela FOM, detentora dos direitos comerciais da F1, afirma que Bernie Ecclestone está “autorizado a conduzir negociações comerciais com potenciais fornecedores”. A informação é do diário alemão Bild.    Pelo novo Pacto da Concórdia, a FIA aumentou a participação nos lucros e, em contrapartida, se comprometeu a criar um grupo de estratégia para decidir as novas regras da categoria, acabando com a comissão que existia anteriormente nesta função. Jean Todt, presidente da FIA, comemorou o êxito nas negociações. “Nós podemos ficar orgulhosos desse acordo, que estabelece bases mais efetivas para Continue lendo [...]
A temporada de boatos está sensacional na metade final do campeonato da F1. Desta vez, se cogita o retorno de Rubens Barrichello para disputar a edição 2013 do GP do Brasil pela Sauber. Impossível? Nem tanto. Principalmente por que o rumor não correu pela “rádio paddock” e sim por uma publicação de peso, o jornal O Estado de São Paulo, que estampou a notícia sábado (28). Segundo o jornal, Barrichello não descartou a possibilidade de retornar à F1 no ano que vem e sua participação no GP do Brasil deste ano teria o apoio de Bernie Ecclestone, diretor da FOM (Formula One Management).   Esse não é o primeiro boato que dá conta do retorno de Barrichello à F1 e pela Sauber, que deve perder o alemão Nico Hülkenberg, talvez para a Lotus. A revista germânica Auto Motor und Sport, indica que Barrichello mantém boas conversas com a cúpula da Sauber e ainda pensa em correr na F1, levando cerca de € 10 milhões (aproximadamente R$ 30,5 milhões) de seu patrocinador Continue lendo [...]
  Está decidido. A Globo continuará com os direitos de transmissão da F1 no Brasil. O anúncio aconteceu no Jornal Nacional, segunda-feira (23), que salientou a renovação das cotas com as seis empresas patrocinadoras. São elas: Mastercard, Renault, Petrobrás, Santander, Schincariol e Tim, os mesmos das últimas três temporadas, sendo que cada cotista investiu algo como R$ 62 milhões. O anúncio da emissora surpreendeu por conta dos rumores que davam como certo que ela cederia os direitos à FoxSports, o que acabou não acontecendo.   A renovação das cotas, entretanto, não tem nada a ver com presença de brasileiros na principal categoria do automobilismo mundial. Felipe Massa ainda está com destino indefinido, mas deve encontrar emprego, e a promessa Felipe Nasr, atualmente na GP2, apesar do apoio declarado do mandatário da F1, Bernie Ecclestone, ainda pode ficar mais um tempo distante da divisão principal do esporte a motor. Fora isso, a renovação dos contratos Continue lendo [...]
  O destino de Felipe Massa na Fórmula 1 ainda é incerto. Por seu histórico de doze anos na Ferrari, é de se esperar que algumas equipes tenham interesse no conhecimento adquirido pelo brasileiro em Maranello. Mas, numa categoria milionária, na qual, ultimamente, quem paga acelera e com as principais e mais poderosas equipes já terem seus cockpits ocupados, encontrar uma que ofereça condições de Massa reescrever sua própria trajetória na F1 são reduzidas. O mercado está pequeno, mas uma possível contratação na McLaren, Sauber e Lotus não devem ser descartadas.   A Ferrari declarou que tem carinho por Massa e a recíproca, a grosso modo, parece ser verdadeira. O fator ítalo-emocional, portanto, pode ser decisivo para a permanência do brasileiro na principal categoria do automobilismo mundial. Analisando por esse ângulo, a Sauber, que usa motores Ferrari é uma alternativa, isto é, se Nico Hülkenberg decidir trocar o time suíço por outro melhor estruturado Continue lendo [...]
  Tão oficial quanto a saída de Felipe Massa, o anúncio da contratação de Kimi Räikkönen foi confirmada pela Ferrari, através de seu site oficial. Os rumores, portanto, tinham fundamento. O finlandês foi campeão mundial pela equipe do cavalinho rampante, em 2007, agora será companheiro de Fernando Alonso por dois anos a contar de 2014. Stefano Domenicali, chefe da equipe rossa, agradeceu pela parceria de oito temporadas com Felipe Massa, como é praxe nas demissões e garantiu que o brasileiro segue no time até o final do ano.   "Estou muito contente de receber de volta Kimi na Ferrari, equipe na qual ele foi coroado campeão do mundo. Eu me senti muito feliz em vê-lo voltar a Maranello e o vejo muito determinado para enfrentar da melhor maneira o trabalho que o espera (a começar por dividir atenção com o centralizador Alonso), disse Domenicali.   “Estou verdadeiramente contente de voltar a Maranello, depois de ter passado três anos fantásticos e ricos em Continue lendo [...]
  O alemão tricampeão mundial Sebastian Vettel (Red Bull) venceu o Grande Prêmio de Itália de Fórmula 1 depois de dominar a corrida no circuito de Monza, domingo (8). Em segundo lugar chegou o cirúrgico ao espanhol Fernando Alonso (Ferrari) e ao companheiro de equipe Mark Webber, segundo e terceiro classificados, respetivamente. Com o resultado – o sexto triunfo na temporada –, Vettel se aproxima cada vez mais do tetra e reforça a liderança no campeonato do Mundo agora com 53 pontos de vantagem sobre Alonso. Destaque para a extraordinária largada de Felipe Massa, que saiu da quarta par a segunda posição logo na largada ao dar um “chega pra lá” em Alonso, o quinto no grid. O espanhol embutiu na traseira do carro do brasileiro, que não ofereceu resistência e cedeu a segunda posição na prova. A perseguição a Vettel, no entanto, foi em vão e o ferrarista terminou a 5s do vencedor. Massa foi o quarto colocado, fez uma corrida consistente e o resultado pode corroborar, Continue lendo [...]