Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Tag: Alain Prost
Era 1º de maio de 1994. Lembro-me que levantei cedo para assistir o GP de Ímola. O domingo era, também, dia de preparar o fechamento do jornal The Brazilian Post do qual eu era sócio fundador e diretor de Redação. Cabia a mim escrever o editorial da publicação, enviar o texto por fax e uma cópia em disco, via aérea, para a sede nos Estados Unidos. Com um olho na televisão e outro no computador eu redigiria sobre assuntos relacionados com economia e política. Não redigi. Os dedos não obedeciam já que a disputa na pista prometia. Senna era o pole e ia acelerar a mal nascida Williams. Uma vitória do brasileiro poderia mudar o rumo do editorial. Esperei.   O tempo, como sempre, corria na contramão. Minha máquina de escrever, uma Imperial 1929, repousava tranquila na mesma bancada encostada na parede na qual um pôster do então tricampeão mundial denunciava minha profunda admiração pelo piloto com o qual um dia dividi pistas de kart, andando atrás, óbvio. Ele tinha Continue lendo [...]
  Sebastian Vettel é tetracampeão mundial de Fórmula 1. O piloto alemão da Red Bull tornou-se, aos 26 anos, três meses e 24 dias, o mais jovem tetracampeão do Mundo de Fórmula 1, ao vencer o Grande Prêmio da Índia, a 16ª das 19 provas do calendário, desbancado seu compatriota Michael Schumacher, que alcançou essa marca aos 32 anos. Ele passa a integrar a lista dos mitos da categoria, ao lado de Alberto Ascari, Alain Prost e Michael Schumacher.   No ano passado, quando conquistou o tricampeonato, Vettel já havia entrado para a restrita lista dos tricampeões, juntando-se ao australiano Jack Brabham, ao escocês voador Jackie Stewart, ao austríaco Nicky Lauda e aos brasileiros Nelson Piquet e Ayrton Senna. Fora isso, esta foi a décima conquista de Vettel nesta temporada, sendo a sexta consecutiva. O tetracampeão venceu todas das provas disputadas na Índia, que deve deixar o calendário da F1 em 2014.   Para conquistar o seu quarto título consecutivo, Vettel precisava Continue lendo [...]
  O alemão tricampeão mundial Sebastian Vettel (Red Bull) venceu o Grande Prêmio de Itália de Fórmula 1 depois de dominar a corrida no circuito de Monza, domingo (8). Em segundo lugar chegou o cirúrgico ao espanhol Fernando Alonso (Ferrari) e ao companheiro de equipe Mark Webber, segundo e terceiro classificados, respetivamente. Com o resultado – o sexto triunfo na temporada –, Vettel se aproxima cada vez mais do tetra e reforça a liderança no campeonato do Mundo agora com 53 pontos de vantagem sobre Alonso. Destaque para a extraordinária largada de Felipe Massa, que saiu da quarta par a segunda posição logo na largada ao dar um “chega pra lá” em Alonso, o quinto no grid. O espanhol embutiu na traseira do carro do brasileiro, que não ofereceu resistência e cedeu a segunda posição na prova. A perseguição a Vettel, no entanto, foi em vão e o ferrarista terminou a 5s do vencedor. Massa foi o quarto colocado, fez uma corrida consistente e o resultado pode corroborar, Continue lendo [...]
  Esse é para fãs que desejam manter viva a memória de seu ídolo. O Honda, NSX, preto, ano 1993, que supostamente pertenceu ao brasileiro tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna, foi leiloado na internet através do site eBay. O carro era utilizado pelo piloto em suas viagens a Portugal, onde tinha residência na região do Algarve. Os valores dos lances no eBay ultrapassaram 60 mil libras (cerca de R$ 184 mil). O veículo foi colocado à venda por um antigo amigo de Senna, Antônio de Almeida Braga, o Braguinha.     O carro supostamente ficava guardado em uma fazenda de propriedade de Braguinha na cidade de Sintra e seria usado por Ayrton Senna quando o piloto se hospedava na casa de Braguinha. Sobre o carro, trata-se de um NSX 1993 de chassi T000999 totalmente original e com apenas 31 mil milhas no hodômetro (cerca de 50 mil km). É uma quilometragem significativa para um esportivo como este, considerado por muitos como um Ferrari nipônico. Porém, como Senna faleceu Continue lendo [...]
  Após um afastamento de cinco anos, a Honda decidiu retornar à F1 e a partir de 2015, a montadora japonesa fornecerá motores para a McLaren, equipe com qual conquistou oito títulos mundiais – quatro de pilotos e quatro de construtores – entre 1988 e 1991. O anúncio foi feito na manhã de quinta-feira (16), confirmando assim notícia publicada aqui no RR, dia (15). A Honda projetava um retorno à F1 e conversava com Woking sobre a retomar a histórica parceria. Para isso, a montadora nipônica investiu no desenvolvimento do novo motor turbo V6 em seu departamento de pesquisa em Tochigi, no Japão. Também a partir de 2015, a McLaren será renomeada como McLaren-Honda.     “Juntos, Honda e McLaren formam um grande legado. Formamos uma parceria única e bem-sucedida que tomou e venceu o mundo. Juntos, criamos alguns dos maiores, mais emblemáticos momentos da F1 de todos os tempos que ainda estão sendo falados hoje em todo o planeta. McLaren e Honda estão prestes a Continue lendo [...]
  A desobediência de Sebastian Vettel ao se colocar acima dos interesses da equipe, ultrapassar seu companheiro de equipe Mark Webber e vencer o GP da Malásia continua rendendo pano para manga, e para dar um basta na situação, o tricampeão mundial resolveu não esperar as coletivas de imprensa do GP da China, que acontecem nesta quinta-feira (11), e resolveu esclarecer a sua posição sobre a polêmica ultrapassagem ocorrida há três semanas. Em um comunicado da Infiniti, montadora que patrocina a Red Bull, o alemão admitiu que errou ao não seguir a orientação da equipe (de reduzir os giros do motor e manter posições), mas que ele não deve se desculpar por ter vencido uma corrida.   “Eu disse logo depois, eu me desculpei por ter me colocado acima da equipe, o que eu não queria fazer, mas não existe muito mais o que posso dizer. Eu não vou me desculpar por vencer. Acho que antes de tudo este é o motivo para as pessoas me empregarem e por eu estar aqui. Amo correr Continue lendo [...]
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial