abraciclo - RICARDO RIBAS Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Tag: abraciclo
O número de mulheres habilitadas para pilotar motocicletas cresceu 50,1% nos últimos seis anos. Segundo dados do  Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) - em 2012 existiam no País 4.512.755 pessoas do gênero feminino com carteira nacional de habilitação A e este número subiu para 6.771.933 em 2017. Com este avanço, elas passam a representar 22% dos que possuem habilitação. Continue lendo [...]
Segundo dados da Abraciclo, foram fabricadas 882.876 motocicletas nos 12 meses do ano passado, enquanto, em 2016, 887.653 unidades saíram das fábricas, ou seja, uma diferença de apenas 0,5%. A estimativa do setor é de crescimento de 5,9% no volume a ser produzido em 2018. Continue lendo [...]
Dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) mostram que foram produzidas 77.076 motocicletas em outubro, o que representa estabilidade com relação às 76.668 unidades fabricadas em setembro. Contudo, na comparação com outubro de 2016 (71.520) houve alta de 7,8%. Continue lendo [...]
Hoje (7), durante o 11º Prêmio AEA de Meio Ambiente, no Milenium Centro de Convenções, em São Paulo, a Associação Brasileira de Engenharia Automotiva presta homenagens a oito entidades de classe, órgãos governamentais e empresa estatal, que participaram e contribuíram com o Proconve - Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, que nasceu em 1986, e do Promot - Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos, a partir de 2002.   Serão homenageadas a Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a Cetesb - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, o Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, a Petrobras, o Sindipeças - Sindicato Nacional Continue lendo [...]
  Na contramão do setor de bicicletas, que em geral apresentou queda de 30% na produção, as chamadas bikes de alto valor agregado têm despertado cada vez mais o interesse dos consumidores. A fabricação desses modelos – que envolvem as categorias Esporte/Competição, Recreação/Lazer e Mobilidade Urbana – aumentaram sua participação no mercado de 26,5% em 2006 para 40,6% em 2013, segundo dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).   No caso específico das bicicletas voltadas para a categoria Esporte & Competição, onde os ciclistas buscam desempenho e eficiência, os investimentos em produtos mais leves e com maior tecnologia elevaram muito o valor das bikes, que podem apresentar preços entre R$ 3 mil e R$ 60 mil. Apesar do alto investimento, estima-se menos de 10% dessas bicicletas tenham seguro.   De olho nesse mercado promissor, uma seguradora desenvolveu um produto para Continue lendo [...]
  Imperdível. O Salão Duas Rodas, evento que deve atrair aproximados 450 mil visitantes que terão a oportunidade de interagir com mais de 450 expositores espalhados por uma área superior a 100 mil metros quadrados. Além dos segredos guardados a sete chaves pelas principais marcas de motocicletas, que já são uma atração à parte, o visitante terá várias atrações no Salão Duas Rodas tanto dentro como fora do pavilhão de exposição.   No ambiente outdoor (Sambódromo), serão oferecidos tests rides pelas marcas Honda, Yamaha e Keeway, shows especial de freestyle motocross em comemoração aos 30 anos de carreira do piloto Jorge Negretti e shows de stunt com a Equipe Força e Ação. Para os curiosos e fãs das bikes elétricas, a empresa Tailg vai disponibilizar quatro veículos, entre bicicletas elétricas e ciclomotores para que os visitantes façam o test ride com os modelos. O participante deve ser maior de 16 anos para pilotar pelo circuito montado pela empresa.   Dentro Continue lendo [...]
  São Paulo está vivendo um movimento em prol do uso da bicicleta. A iniciativa é extraordinária não fosse o risco que representa não pelo veículo, que proporciona ao mesmo tempo exercício físico e mobilidade limpa, mas pela falta de sintonia fina entre os demais condutores. A prefeitura disponibiliza aos finais de semana, no horário entre 7 horas e 16 horas, uma ciclovia montada pelo CET (Centro de Engenharia de Tráfego) destinada ao lazer. Até aí tudo ótimo, tudo muito organizado e quase todos os ciclistas cumprem as regras. Porém, no dia a dia a situação se complica e o saldo de acidentes é tão assustador quanto os envolvendo motocicletas. A capital registra ao menos duas mortes de motociclistas por dia fora aqueles que ficam com sequelas de incidentes pelo resto da vida. É inevitável perguntar, portanto: será que a cidade está preparada para conviver harmoniosamente com tantos tipos de transportes?     Pela capital paulista transita uma frota de sete Continue lendo [...]