Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Tag: Abeifa
As dezessete marcas filiadas à Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores), com licenciamento de 2.422 unidades, anotaram em janeiro de 2018 alta de 24,5% ante igual período de 2017, quando foram vendidas 1.945 unidades importadas, desempenho que marcou o pior janeiro dos últimos sete anos. No entanto, em relação a dezembro último, o resultado do mês passado é 27,1% inferior. Em dezembro de 2017 foram comercializadas 3.324 unidades contra 2.422 veículos importados em janeiro. Continue lendo [...]
A Abeifa apontou retração de 25,7% nos primeiros sete meses deste ano ante a igual período de 2016. No comparativo mensal, julho de 2017 ainda registra queda de 18,7% em relação a igual período de 2016. Continue lendo [...]
Hoje (7), durante o 11º Prêmio AEA de Meio Ambiente, no Milenium Centro de Convenções, em São Paulo, a Associação Brasileira de Engenharia Automotiva presta homenagens a oito entidades de classe, órgãos governamentais e empresa estatal, que participaram e contribuíram com o Proconve - Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, que nasceu em 1986, e do Promot - Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos, a partir de 2002.   Serão homenageadas a Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a Cetesb - Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, o Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, a Petrobras, o Sindipeças - Sindicato Nacional Continue lendo [...]
As dezessete marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, com licenciamento de 2.558 unidades, anotaram em maio último alta de 25,1% ante o mês anterior, quando foram vendidas 2.044 unidades. No entanto, em relação ao mês de maio de 2016, a queda representou 5,1% (2.558 unidades contra 2.696 unidades) e no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, retração de 30,7% (10.686 unidades contra 15.412 unidades).   “O comportamento dos dados de licenciamentos de automóveis e comerciais leves, no mercado interno, em maio, mostra crescimento em maio ante o mês anterior, também na comparação com maio de 2016 e no acumulado, enquanto o nosso setor só registrou alta em maio comparado a abril deste ano. Isso se deve exclusivamente por que os nossos produtos estão sob regime de exceção, com 30 pontos percentuais adicionais do IPI, até o limite de 4.800 unidades pode ano”, esclarece José Luiz Gandini, Continue lendo [...]
As dezoito marcas filiadas à Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores), com licenciamento de 2.453 unidades, anotaram em março último queda de 26% ante igual período de 2016, quando foram vendidas 3.317 unidades. Com esse resultado, associadas à entidade fecharam o primeiro trimestre do ano também com queda, de 38,3%. No período foram licenciadas 6.084 unidades contra 9.860 veículos nos primeiros três meses de 2016.   Comparado ao mês de fevereiro deste ano, o volume de vendas de março representou uma alta de 45,5%. Mas, esse resultado não ameniza o fraco desempenho do setor de veículos importados, porque fevereiro teve 18 dias úteis e em março 23, o que significaram vendas diárias, respetivamente, de 93,6 unidades e 106,6 veículos, alta proporcional de apenas 13,9%.   “Infelizmente, o contingenciamento de nosso setor por cotas proporcionais, até o teto máximo de 4.800 unidades/ano, sem a incidência dos Continue lendo [...]
Contingenciadas pelas cotas proporcionais, até o teto máximo de 4.800 unidades/ano, sem a incidência dos 30 pontos percentuais do IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados, as dezoito marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores veem suas vendas minguarem neste primeiro bimestre do ano. Foram emplacados no período 3.631 veículos importados, total 44,5% inferior aos primeiros dois meses de 2016, quando foram anotadas 6.543 unidades vendidas.   “Estamos cientes de que a alíquota extraordinária de 30 pontos percentuais do IPI e a limitação da cota com teto máximo de 4.800 unidades/ano sem a sobretaxa vão cair a partir de 1º de janeiro de 2018. Mas a nossa preocupação em relação à subsistência da rede autorizada de concessionárias é premente. Temos ainda dez meses pela frente. Por isso, a liberação das cotas não utilizadas em 2016 seria providencial”, argumenta José Luiz Gandini, Continue lendo [...]
  As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram, em janeiro, 1.945 unidades, total 41,7% inferior às 3.336 unidades vendidas em dezembro último. Ante janeiro de 2016, a queda foi de 47%. Os veículos importados emplacados em janeiro significaram apenas 1,35% do mercado interno, que licenciou 143.582 unidades de automóveis e comerciais leves.   “Os primeiros meses do ano são, historicamente, muito fracos ao setor automotivo, mas no caso dos veículos importados os baixos volumes de comercialização são preocupantes, sobretudo porque estamos contingenciados por sistema de cotas, até o limite de 400 unidades por mês, ou 4.800 unidades anuais, sem os 30 pontos percentuais”, argumenta José Luiz Gandini, presidente da Abeifa, para quem “fora dessas cotas, os nossos produtos perdem competitividade nos preços ao consumidor final”.   Produção local – Entre Continue lendo [...]
  “A tese de renúncia fiscal do Inovar-Auto não existe porque o programa nasceu em outubro de 2012 já com a premissa de que as montadoras não recolheriam os 30 pontos percentuais extraordinários do IPI”. A afirmação é do presidente da Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, José Luiz Gandini, ao basear-se na reportagem intitulada “Incentivos fiscais de R$ 3 bilhões podem ser extintos até 2018”, publicada na Folha de S. Paulo do dia 11.   “O projeto embrionário do Inovar-Auto, que surgiu dentro do Programa Brasil Maior, em setembro de 2011”, esclarece Gandini, “teve objetivo muito claro de segurar o setor de veículos importados, que chegou a comercializar 199 mil unidades, 5,82% do total de 3,4 milhões de unidades do mercado interno naquele ano. Foi uma dura punição aos veículos importados porque, a partir daquele ano, as vendas anuais do setor caíram drasticamente, chegando a apenas 35,8 Continue lendo [...]
  As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram, em 2016, 35.852 unidades, total 40,2% inferior as 59.975 unidades vendidas em 2015. As projeções iniciais, anunciadas em janeiro, indicavam 39 mil unidades para o ano de 2016.   “Infelizmente, não conseguimos sequer atingir as vendas projetadas em janeiro de 2016 porque, independente da instabilidade politico/econômica do País, estamos contingenciados pela alíquota extraordinária de 30 pontos percentuais no IPI e limitados à cota com teto máximo de 4.800 unidades/ano sem a sobretaxa”, argumenta José Luiz Gandini, presidente da Abeifa. “A permanecer essa política restritiva ao setor de veículos importados, nossas primeiras projeções para este ano indicam 25 mil unidades, ou seja, teremos de nos restringir às vendas dentro da cota sem os 30 pontos percentuais do IPI”, complementa.   Em dezembro de 2016, as associadas Continue lendo [...]
As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram em novembro 2.650 unidades importadas, total que representou alta de 0,4% em relação ao mês anterior, quando foram emplacadas 2.639 unidades. Ante o mês de novembro de 2015, o desempenho do setor é negativo, com redução de vendas de 33,4%. Foram 2.650 unidades em novembro último contra 3.976 veículos de novembro de 2015.   No acumulado, o setor de veículos importados chegou a 32.516 unidades emplacadas, queda de 40,9% em relação aos 55.057 veículos licenciados nos primeiros onze meses do ano passado.   “No conjunto das marcas associadas à Abeifa, em novembro poderíamos ter obtido um resultado melhor. As marcas de volumes mais significativas não puderam nacionalizar seus produtos porque já estouraram suas respectivas cotas anuais. E, hoje, vender fora da cota proporcional ou do limite de 4.800 unidades por ano é inviável. Continue lendo [...]
As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram em setembro 2.754 unidades importadas, total que representou queda de 6,2% em relação ao mês anterior, quando foram emplacadas 2.936 unidades. Ante o mês de setembro de 2015, o desempenho do setor também é negativo, com redução de vendas de 38,3%. Foram 2.754 unidades contra 4.461 veículos.   No acumulado, o setor de veículos importados chegou a 27.227 unidades emplacadas, queda de 42,2% em relação aos 47.107 veículos licenciados nos primeiros nove meses do ano passado.   “As quedas consecutivas nas vendas mensais dos importadores sem fábrica no País indicam claramente que precisamos de medidas emergenciais e de impacto, de modo a reestruturar e manter a rede de concessionárias e, por consequência, no atendimento aos clientes finais”, avalia José Luiz Gandini, presidente da Abeifa.   “Vamos manter nossos pleitos Continue lendo [...]
As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram em agosto 2.936 unidades importadas, total que representou queda de 12% em relação ao mês anterior, quando foram emplacadas 3.337 unidades. Ante o mês de agosto de 2015, o desempenho do setor também é negativo, com redução de vendas de 34,2%. Foram 2.936 unidades contra 4.463 veículos.   No acumulado, o setor de veículos importados chegou a 24.473 unidades emplacadas, queda de 42,6% em relação aos 42.646 veículos licenciados nos primeiros oito meses do ano passado.   “Em agosto, nossas vendas caíram porque, em julho, antecipamos a utilização de cotas sem a incidência de 30 pontos percentuais. Apesar da queda em agosto, acreditamos que a tendência, agora com a definição da Presidência da República e a reação pelo quinto mês consecutivo da indústria brasileira, é de retomada da confiança dos consumidores brasileiros”, Continue lendo [...]
  O XXIV Simpósio Internacional de Engenharia Automotiva – SIMEA 2016, promovido pela AEA - Associação Brasileira de Engenharia Automotiva, traz nesta edição a temática Eficiência energética e gases do efeito estufa: impactos da evolução da tecnologia automotiva e abre suas portas nos dias 5 e 6 de setembro, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo (SP).   O maior e mais completo evento técnico de engenharia automotiva do Brasil traz mais de 70 sessões técnicas sobre conectividade automotiva, motores, emissões, combustíveis, materiais, veículos virtuais, simulações e segurança; dois dias de debates e palestras de conteúdo técnico sobre as inovações tecnológicas em prol da mobilidade, incluindo dois painéis “Novas tecnologias de motores e veículos” e “Eficiência energética – Não é só questão de motor”, além de uma exposição de tecnologia e a participação de mais de 1.200 profissionais do setor automotivo.   A abertura Continue lendo [...]
As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram em julho 3.337 unidades importadas, total que representou um crescimento de 19,7% em relação ao mês anterior, quando foram emplacadas 2.788 unidades. No entanto, ante o mês de julho de 2015, o desempenho do setor continua negativo, com redução de vendas de 37,1%. Foram 3.337 unidades contra 5.307 veículos.   No acumulado, o setor de veículos importados chegou a 21.537 unidades emplacadas, queda de 43,6% em relação aos 38.183 veículos licenciados nos primeiros sete meses do ano passado.   “Reconhecemos que a crise de confiança dos consumidores tem prejudicado a venda de veículos novos. Mas, de outra parte, no caso dos veículos importados, se não estivéssemos contingenciados pelas cotas proporcionais sem os trinta pontos percentuais no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), certamente teríamos recuperado parcela Continue lendo [...]
As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa ) comercializaram em maio 2.696 unidades importadas, queda de 5,6% em relação ao mês anterior, quando foram emplacadas 2.856 unidades. Ante o mês de maio de 2015, o desempenho negativo é de 44,2%. Foram 2.696 unidades contra 4.828 veículos. No acumulado, cuja totalização chegou a 15.412 unidades emplacadas, a queda significou 44,5% em relação aos 27.772 veículos emplacados nos primeiros cinco meses de 2015.   “Reconhecemos que o mercado interno de veículos automotores está temporariamente em baixa, mas no caso dos veículos importados mais em razão do fato de que é impossível vender carros fora de cota estabelecida com 30 pontos percentuais a mais no IPI, aliado ao dólar na casa de R$ 3,60”, esclarece José Luiz Gandini, presidente da Abeifa.   “A diretoria da Abeifa espera que o Governo Federal reveja os 30 pontos percentuais, medida Continue lendo [...]
  As dezoito marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram em abril 2.856 unidades importadas, queda de 13,9% em relação ao mês anterior, quando foram emplacadas 3.317 unidades. Ante o mês de abril de 2015, o desempenho negativo é de 45,8%. Foram 2.856 unidades contra 5.274 veículos.   No acumulado, cuja totalização chegou a 12.716 unidades emplacadas, a queda significou 44,6% em relação aos 22.944 veículos emplacados no primeiro quadrimestre de 2015 (veja quadro abaixo).   “As sucessivas quedas nos números de emplacamentos mensais sinalizam um alerta importante ao setor de veículos importados”, sustenta José Luiz Gandini, presidente da Abeifa. “Não podemos esperar até dezembro de 2017 o fim dos 30 pontos percentuais do IPI. Só conseguimos ultrapassar a cota com a cotação do dólar mais baixa. Agora, com o dólar em alta, não conseguimos sequer atingir o volume da Continue lendo [...]
As vinte marcas filiadas à Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa) comercializaram em março 3.317 unidades importadas, alta de 15,5% em relação ao mês anterior. Mas contabilizam queda ante o mês de março de 2015, com taxa negativa de 43,1%. Foram 3.317 unidades contra 5.834 veículos. No acumulado, cuja totalização chegou a 9.860 unidades emplacadas, a queda significou 44,2% em relação aos 17.670 veículos emplacados no primeiro trimestre de 2015.   A produção local das associadas BMW, Chery, Mini e Suzuki fecharam o mês de março com 710 unidades emplacadas, total que representou alta de 36,3% em relação ao mês anterior, mas queda de 34% se comparado com março de 2015. Enquanto, no acumulado, as quatro associadas à Abeifa totalizaram 1.865 unidades emplacadas, queda de 24,8% ante as 2.480 unidades do primeiro trimestre do ano passado. Com os totais somados (importados e produção nacional), a participação Continue lendo [...]
O empresário José Luiz Gandini, 58, da Kia Motors do Brasil, assumiu nesta terça-feira (15) a presidência da Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores). Será seu quinto mandato à frente da entidade que, este ano, completa 25 anos representando as marcas oficiais do setor de importação e de fabricantes de automóveis e comerciais leves.   Anteriormente, Gandini exerceu a presidência entre 1998-2000, 2000-2012, 2006-2008 e 2010-2012. Para o próximo mandato 2016-2018, a chapa, formada por consenso entre as marcas associadas, conta ainda com Luís Rezende na vice-presidência (Volvo Cars) e com Luís Curi na diretoria financeira (Chery). Nas próximas reuniões serão nomeados o diretor técnico, administrativo e de relações governamentais.   “Como nos mandatos anteriores, vamos procurar manter um canal de diálogo com o governo federal, de modo a mostrar critérios mais justos e isonômicos à atividade de importação Continue lendo [...]