No pódio, Serra ao lado de Maurício (e) e Gomes - Foto: Luciano Santos

No pódio, Serra ao lado de Maurício (e) e Gomes – Foto: Luciano Santos

Quem errou menos e não se envolveu em incidentes subiu no posto mais alto do pódio. Tranquilo, Daniel Serra confirmou domingo sua terceira vitória na temporada da Stock Car, no Velopark, e reassumiu a liderança do campeonato. O piloto da Red Bull tomou a ponta ainda na primeira volta, beneficiado pelo incidente, envolvendo Cacá Bueno e Átila Abreu, que largaram nas duas primeiras colocações do grid. Ricardo Maurício terminou a etapa na segunda colocação, 1s3 à frente de Marcos Gomes, que completou o pódio em Nova Santa Rita.

 

Com o resultado, Serra chega aos 154 pontos e retorna ao primeiro lugar na tabela de classificação do campeonato. Cacá, 15º após o toque com Átila na primeira volta, tem 11 pontos a menos e está empatado com Maurício. Thiago Camilo (141) e Max Wilson (117) completam o Top-5.

 

O início da etapa no Velopark foi de arrepiar. Cacá, pressionado por Abreu, rodou na primeira curva e foi parar na área de escape e, na sequência, foi carimbado por Allam Khodair, o que provocou a entrada do carro de segurança para dissipar o congestionamento naquele trecho da pista. No pelotão da frente, Serra já era o líder, seguido de Wilson, Maurício, Júlio Campos e Ricardo Zonta.

 

 

Crédito: Reprodução

Crédito: Reprodução

Na relargada, Gomes superou Zonta e Maurício ultrapassou Wilson para assumir a segunda posição. A paz na pista, entretanto, foi por pouco tempo. Pressionado por Gomes na batalha pelo quarto lugar, Campos passou reto na zebra e espatifou o cravou seu carro no muro de pneus, provocando nova paralisação. Errou quem apostou que o clima Carmageddon (jogo eletrônico de corrida graficamente violento, produzido pela Stainless Games e publicado pela Interplay e SCi). Outra bandeira amarela foi acionada a pouco mais de dez voltas para o fim da prova, após outro acidente, desta vez, envolvendo Nonô Figueiredo e Tuka Rocha.

 

Na última relargada, Serra mais uma vez tomou a ponta até a bandeira com uma vantagem de Maurício. Wilson perdeu a terceira posição para Gomes na 28ª volta e ainda foi superado por Valdeno Brito e Zonta. Destaque para Brito, que fez uma manobra sensacional ao deixar na poeira o paranaense e o paulista de uma só vez na reta principal.

 

A Stock Car volta a se apresentar dia 20 de outubro, em Curitiba.

 

Stock Car, Velopark, resultado final:

 

1º. Daniel Serra (SP/Red Bull Mattheis-Chevrolet) 38 voltas em 41min06s688

2º. Ricardo Maurício (SP/Eurofarma RC-Chevrolet) a 2s328

3º. Marcos Gomes (SP/Carlos Alves-Peugeot) a 3s702

4º. Valdeno Brito (PB/Shell Mattheis-Peugeot) a 8s541

5º. Ricardo Zonta (PR/BMC RZ-Chevrolet) a 8s930

6º. Max Wilson (SP/Eurofarma RC-Chevrolet) a 10s616

7º. Diego Nunes (SP/RC3 Bassani-Peugeot) a 11s992

8º. Thiago Camilo (SP/Ipiranga RCM-Chevrolet) a 12s135

9º. Sérgio Jimenez (SP/Voxx-Peugeot) a 13s844

10º. Popó Bueno (RJ/Shell Mattheis-Peugeot) a 14s181

11º. Luciano Burti (SP/Boettger-Peugeot) a 14s524

12º. Rubens Barrichello (SP/Medley Full Time-Chevrolet) a 14s855

13º. Rodrigo Sperafico (PR/Prati Donaduzzi Mico’s-Peugeot) a 15s838

14º. Denis Navarro (SP/Voxx-Peugeot) a 16s119

15º. Cacá Bueno (RJ/Red Bull Mattheis-Chevrolet) a 16s145

16º. Raphael Matos (MG/Hot Car-Chevrolet) a 20s814

17º. Felipe Lapenna (SP/Hanier-Peugeot) a 23s033

18º. David Muffato (PR/Carlos Alves-Peugeot) a 23s654

19º. Fábio Fogaça (SP/Vogel-Chevrolet) a 23s870

20º. Rodrigo Pimenta (SP/Gramacho-Peugeot) a 1 volta

21º. Wellington Justino (GO/Hot Car-Chevrolet) a 1 volta

Fonte: Vicar