Divulgação

 

Com uma infraestrutura inédita e equipamentos exclusivos das áreas de tecnologia e inovação e educação, o Sistema Fiep, por meio do Senai no Paraná, lança o primeiro Centro de Tecnologia de Veículos Híbridos e Elétricos do país no próximo dia 9 de outubro, no Campus da Indústria. O lançamento vai acontecer durante o Encontro de Inovação em Eletromobilidade 2018, que trará palestras sobre os desafios para a eletrificação veicular no Brasil, painéis sobre tecnologias disponíveis, pitches (discursos de venda) de startups, exposição e experimentação de veículos elétricos.

 

Polo da indústria automotiva, o Paraná mostra-se favorável a essa transformação e, neste ano, foi o primeiro estado a implementar uma eletrovia. Em Curitiba, eletropostos também já são realidade para abastecimento de veículos híbridos e carros elétricos. De acordo com Rafael Cury, gerente do Campus da Indústria, o novo Centro vem para acelerar a modernização das indústrias no país e capacitar profissionais por meio de cursos de curta, média e longa duração, além de técnicos, de graduação e pós dentro da área. “Vamos disponibilizar infraestrutura completa para formar profissionais e conectar todas as frentes de atuação tecnológica e de inovação, utilizando tecnologia da informação, de energia, e automotiva, com o apoio do Instituto Senai de Inovação (ISI) em Eletroquímica e Aceleradora Sistema Fiep”, afirma. “O Centro também será um vetor do empreendedorismo inovador de alto impacto, com espaços e serviços para incubação e aceleração de empresas de base tecnológica desenvolvedoras e implementadoras de soluções orientadas à mobilidade inteligente”, explica.

 

Avanço – Uma pesquisa do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) mostrou que nos últimos dois anos, o Paraná registrou aumento de 146% no número de emplacamentos de carros movidos a eletricidade. No entanto, ainda existe muito o que avançar. Otávio Derenievicki Filho, coordenador de Educação do Sistema Fiep, no Campus da Indústria, explica que as indústrias atualmente carecem de incentivos e pesquisas que tragam tecnologia e realizem formação para o setor. “Com o lançamento do Centro e uma programação de exposições e palestras, queremos promover um dia de relacionamento e engajar cada vez mais as pessoas sobre o assunto, apresentando as empresas que já estão trabalhando com o tema, como é o caso da Copel, Itaipu, Renault e Bosch”, diz.

 

O evento é aberto ao público e inscrições gratuitas podem ser feitas no site http://www.sistemafiep.org.br/eletromobilidade

 

Serviço:

Encontro de Inovação em Eletromobilidade 2018 – Lançamento do Centro de Tecnologia de Veículos Híbridos e Elétricos

 

Horário: das 9h às 18h

Local: Campus da Indústria

Data: 9/10

Aberto ao público, inscrições gratuitas podem ser feitas em http://www.sistemafiep.org.br/eletromobilidade

 

Programação

 

9H00 — INAUGURAÇÃO – CENTRO DE TECNOLOGIA DE VEÍCULOS HÍBRIDOS E ELÉTRICOS

Local: Centro de Tecnologia de Veículos Híbridos e Elétricos

10H30 -18H00 — EXPOSIÇÃO E EXPERIMENTAÇÃO DE VEÍCULOS HÍBRIDOS E ELÉTRICOS

Local: Estacionamento superior do Campus da Indústria

 

10H30 — COFFEE-BREAK & ABERTURA DAS EXPOSIÇÕES DE VEÍCULOS HÍBRIDOS E ELÉTRICOS

Local: Átrio

 

10H45 — PALESTRA: CENÁRIO E-MOBILITY

Palestrante: Ricardo Zomer – MDIC

Local: Auditório Mário De Mari

 

11H15 — PAINEL: INFRAESTRUTURA & ELETROMOBILIDADE

Moderador: Filipe Cassapo – Sistema Fiep

Painelistas: Ricardo Zomer – MDIC; Ricardo Takahira – GAG/GIZ; Edgar Escobar – ABRAVEi; Julio Omori – COPEL.

Local: Auditório Mário De Mari

 

14H30 — PAINEL: VISÃO TECNOLÓGICA DA ELETROMOBILIDADE NO BRASIL

Moderador: Jorge A. P. Mondadori – Sistema Fiep

Painelistas: Volkswagen; Mahle; National Instruments; Bosch.

Local: Mário De Mari

 

16H00 — PALESTRA: PERSPECTIVAS TÉCNICAS PARA O FUTURO DA ELETROMOBILIDADE

Palestrante: Ricardo Guggisberg – ABVE

Local: Mário De Mari

 

Sobre – O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.