Sistema de telemetria da Smart Driving Labs foi instalado nos carros da organização – Divulgação

Com protocolos especiais por conta da crise sanitária, a 28ª edição do Sertões, o maior rally das Américas, larga dia 30 de outubro de São Paulo e chega dia 7 de novembro, em Barreirinhas (MA). Serão 5.000 quilômetros de poeira, areia, calor forte, frio, chuva e desafiadoras paisagens. Em meio à poeira deixada pelos competidores estão os carros da organização do evento, cujo papel fundamental é garantir a segurança da prova.

Esse é o segundo ano consecutivo que o Sertões conta com a tecnologia fornecida pela Smart Driving Labs – companhia de soluções de software e hardware para coleta, análise e interpretação de dados telemáticos em veículos automotivos. Inserida nos veículos Mitsubishi Motors, cedidos pela montadora à organização do rally, a solução permitirá o monitoramento, em tempo real, de parâmetros vitais como velocidade média, freadas bruscas, eventuais problemas no percurso, entre outros.

Os efeitos são muitos. Fernando Schaeffer, CEO da Smart Driving Labs, destaca o intuito da solução, de contribuir para que os motoristas dirijam com mais segurança. Outra consequência é a economia de cerca de 35% no custo de manutenção. Pela própria natureza da tarefa, a frota de apoio costuma ser entregue com muitos danos. O dado é referente ao ano passado em comparação com 2018 – quando os veículos não tinham a solução embutida.

Fernando Schaeffer – Divulgação

2º Prêmio Smart Driver – Com o fim de incentivar o manejo racional dos veículos, a companhia vai promover a segunda edição do Prêmio Smart Driver. Ao todo, R﹩ 20 mil serão distribuídos a quem melhor pontuar. A análise será feita por meio de comparação de relatórios que apontam dados obtidos ao longo do trajeto, como aceleração, uso de segurança, freadas bruscas, quantidades de incidentes identificados pela força G proveniente do acelerômetro, entre outros.

Em 2019, 55 carros de apoio tiveram acompanhamento em tempo real, totalizando cerca de 220 mil quilômetros rodados. As cinco melhores equipes foram premiadas, totalizando R﹩ 15 mil em prêmios.

Foco social – A edição de 2020 da competição vai cruzar cinco estados (São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Maranhão) e o Distrito Federal e se transforma no Rally da Solidariedade. Na lista de iniciativas consta a distribuição de cestas básicas, adquiridas de pequenos produtores em ação coordenada com o Sebrae, e a instalação de unidades de telemedicina em comunidades por onde passarem os competidores.

“Todos os grandes eventos esportivos estão se reinventando, com o Sertões não é diferente. Vamos nos deslocar com toda segurança para ativar as economias locais e levar cuidado a quem precisa. Adiar a prova, em tese a opção mais fácil, seria abandonar quem sempre nos acolheu. É da alma da comunidade do rally ser solidário”, comenta Joaquim Monteiro, CEO do evento.