Divulgação

 

As previsões para o setor de autopeças têm sido seguidas neste começo de 2018. De acordo com dados de maio divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), o faturamento do setor foi 23,8% maior no primeiro trimestre do ano em relação ao mesmo período de 2017. O levantamento mensal do Sindicato é feito com 60 empresas associadas, que representam 36,2% das vendas totais do setor no Brasil. No ano passado, soubemos que o crescimento anual de todo o ano de 2017 foi de 22%, e que era esperado pelo menos mais 7% de expansão neste ano.

 

No primeiro semestre deste ano, o resultado foi o melhor nominal desde 2010 e, em termos reais, o faturamento superou os resultados dos anos de 2015, 2016 e 2017. De fevereiro para março, o aumento geral foi de 16,9%, principalmente voltado para o canal de reposição (+23,1%), seguido de negócios com montadoras (+18,3%), vendas intrassetoriais (+16,4%) e exportações (+8,1%).

 

As autopeças têm força no Brasil justamente pelo número de veículos no país, que é cada vez maior. Em 2017, a frota de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus em circulação chegou a 43,3 milhões. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em São Paulo foram registrados 7,8 milhões de veículos já em 2016, e até mesmo cidades do interior, como Sorocaba, chegou a registrar 450 mil veículos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...