Rubens Barrichello comemora com a equipe o título de campeão da Stock Car 2014

Rubens Barrichello comemora com a equipe o título de campeão da Stock Car 2014 em sua segunda temporada – Vicar

Rubens Barrichello é o campeão do Circuito Schin Stock Car 2014. Na última corrida do campeonato, disputada domingo (30) em Curitiba, o piloto da equipe Full Time Sports largou na pole position, mas cometeu um erro ainda no início da prova e caiu para a quarta posição. Rubinho conseguiu se manter entre os primeiros durante toda a prova, ganhou uma posição após a parada obrigatória nos boxes e cruzou a linha de chegada em terceiro, para conquistar seu primeiro título na categoria.

 

A prova foi vencida por Daniel Serra, que largou em segundo e se aproveitou do erro de Rubinho para conquistar sua segunda vitória no campeonato. Átila Abreu terminou a prova de Curitiba em segundo e garantiu o vice-campeonato. “O que faltava para mim ano passado eu consegui buscar esse ano, que é saber o que o carro precisava de mim e o que eu precisava do carro. Mas o que conseguiu mudar o meu ano foi a vitória na Corrida do Milhão. Ali ficou provado que a gente tinha condições de lutar pelo campeonato”, comentou Barrichello.

 

Barrichello largou da pole mas perdeu a primeira posição e terminou em 3º - Divulgação

Barrichello largou da pole mas perdeu a primeira posição e terminou em 3º – Vicar

“Tinha a posição mais confortável dos oito pilotos, mas precisava estar na pista, precisava marcar pontos e aí aconteceu uma coisa incrível, que não havia acontecido o campeonato inteiro. Eu estava liderando, fui frear e meu pé escapou do freio. Me vi passando direto, mas consegui contornar a curva, acabei pegando um pouco de água, ou óleo, e escorreguei, mas graças a Deus consegui controlar e voltar para a pista em quarto”, acrescentou Barrichello.

 

Com a vitória conquistada domingo, Daniel Serra mantém 100% de aproveitamento em Curitiba. “Na última vez eu venci e levei metade e agora ganhei e levei o dobro (dos pontos). Acho que ficou justo. Fechar o ano assim é muito positivo. Como falei com o pessoal da equipe, espero que esse aqui não seja o final de 2014, mas o início de 2015”, comentou o competidor da Red Bull Racing, lembrando que na última corrida da Stock na Capital Paranaense a prova teve de ser interrompida antes do final e por isso a corrida valeu a metade da pontuação.

 

“Ser vice atrás do Rubinho para mim é um mérito. É um dos maiores pilotos que o Brasil já teve na história. Então fico muito honrado pela disputa. Sabia que seria uma corrida que dependeria muito de como ele estaria. Na primeira volta ainda teve o óleo derramado eu achei que ainda desse. Se ele perdesse uma (posição) e eu ganhasse uma, as coisas viravam para o meu lado. Mas ele teve um ritmo muito bom”, comentou Átila Abreu.

 

Confira como acabou a corrida:

 

1. Daniel Serra (Red Bull Racing) –  29 voltas em 41min28s103

2. Átila Abreu (Mobil Super Racing) – a 0.482

3. Rubens Barrichello (Full Time Competições) – a 1.782

4. Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 4.344

5. Allam Khodair (Full Time Competições) – a 8.045

6. Nonô Figueiredo (Mobil Super Racing) – a 20.903

7. Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – a 20.961

8. Rafael Suzuki (ProGP) – a 28.465

9. Fabio Fogaça (Schin Racing Team) – a 32.258

10. Tuka Rocha (RZ Motorsport) – a 32.808

11. Popó Bueno (Shell Racing) – a 33.068

12. Diego Nunes (C2 Team) – a 33.095

13. Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – a 40.052

14. Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 40.991

15 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 44.255

16 Felipe Tozzo (Boettger Competições) – a 47.846

17 Alceu Feldmann (Hanier Racing) 1 Lp.

18 Luciano Burti (Vogel Motorsport) 1 Lp.

19 Valdeno Brito (Shell Racing) 1 Lp.

20 Denis Navarro (Voxx Racing Team) 1 Lp.

21 Max Wilson (Eurofarma RC) 1 Lp.

22 Beto Cavaleiro (Hanier Racing) 1 Lp.

23 Antonio Pizzonia (Prati-Mico’s Racing) 6 Lp.

24 Julio Campos (Prati-Mico’s Racing) 8 Lp.

25 Bia Figueiredo (ProGP) 14 Lp.

26 Gabriel Casagrande (C2 Team) 17 Lp.

27 Lucas Foresti (RC3 Bassani) 25 Lp.

28 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) 28 Lp.

29 Ricardo Zonta (RZ Motorsport) 28 Lp.

30 Marcos Gomes (Schin Racing Team) 28 Lp.

31 Felipe Fraga (Vogel Motorsport) –

32 Raphael Matos (Hot Car Competições) –

33 Vitor Genz (Boettger Competições) –

Fonte: Vicar

 

Stock Car, Campeonato de pilotos, final:

 

1. Rubens Barrichello (Medley Full Time Competições) – 234 pontos

2. Átila Abreu (Mobil Super Racing) – 223,5

3. Cacá Bueno (Red Bull Racing) – 191

4. Allam Khodair (Full Time Competições) – 185

5. Daniel Serra (Red Bull Racing) – 182

6. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – 174,5

7. Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – 174

8. Julio Campos (Prati Mico’s Racing) – 167,5

9. Antonio Pizzonia (Prati Mico’s Racing) – 158,5

10. Ricardo Maurício (Eurofarma RC) – 144,5

11. Max Wilson (Eurofarma RC) – 144

12. Valdeno Brito (Shell Racing) – 129

13. Marcos Gomes (Schin Racing Team) – 126

14. Ricardo Zonta (RZ Motorsport) – 108

15. Felipe Fraga (Vogel Motorsport) – 104

16. Raphael Matos (Hot Car Competições) – 104

17. Galid Osman (Ipiranga-RCM) – 101,5

18. Felipe Lapenna (Hot Car Competições) – 97

19. Luciano Burti (Vogel Motorsport) – 91

20. Diego Nunes (C2 Team) – 81

21. Nonô Figueiredo (Mobil Super Racing) – 73,5

22. Popó Bueno (Shell Racing) – 72

23. Gabriel Casagrande (C2 Team) – 71

24. Tuka Rocha (RZ Motorsport) – 66

25. Denis Navarro (Voxx Racing Team) – 62

26. Vitor Genz (Boettger Competições) – 49

27. Rafael Suzuki (ProGP) – 47,5

28. Lucas Foresti (RC3 Bassani) – 42,5

29. Alceu Feldmann (Hanier Racing) – 38

30. Fabio Fogaça (Schin Racing Team) – 31

31. Felipe Tozzo (Boettger Competições) – 17

32. Bia Figueiredo (ProGP) – 15

33. Beto Cavaleiro (Hanier Racing) – 0

34. Vicente Orige (Boettger Competições) – 0

35. Mauri Zaccarelli (RC3 Bassani) – 0

36. Felipe Gama (RC3 Bassani) – 0

37. Lico Kaesemodel (Boettger Competições) – 0

38. Wellington Justino (Boettger Competições) – 0

Fonte: Vicar