Rosberg promoveu mais 1-2 da Mercedes (Sutton Images)

Rosberg promoveu mais 1-2 da Mercedes (Sutton Images)

A expectativa vitória dos fãs de Felipe Massa, pole position no GP da Áustria, de novo, frustrou. O vencedor foi Nico Rosberg seguido de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, companheiro do brasileiro na Williams. A corrida austríaca, válida pela oitava etapa da temporada, disputada domingo (22) no circuito de Spilberg, restabeleceu a ordem na F1: as Mercedes sobram, enquanto as demais são coadjuvantes. Massa fez sua melhor corrida este ano e poderia ter chegado em terceiro não fosse um atraso na primeira troca de pneus e comprometeu sua corrida, quando foi superado pela dupla da Mercedes. Como bônus, Bottas subiu pela primeira vez no pódio, o primeiro da Williams na atual temporada.

 

Rosberg, por sua vez, fez mais uma boa corrida e assumiu a ponta da prova nos boxes para conquistar seu sexto triunfo no ano e alargar ainda mais sua vantagem na tabela de pontos ante seu principal rival, Lewis Hamilton. O alemão fez uma primeira volta campeã ao pular da quarta para a segunda posição. Dalí em diante foi só ver os pegas pelos retrovisores até a bandeirada final. Com onze corridas pela frente, Rosberg lidera o campeonato com 165 pontos, contra 138 de Hamilton. Com os 12 pontos conquistados domingo, Massa chegou aos 30 e pulou da 11ª para a 9ª posição na classificação.

 

Massa fez uma ótima largada, mas Williams errou na parada de boxes (Sutton Images)

Massa fez ótima largada, mas Williams não fez sua parte  (Sutton Images)

A corrida – Felipe Massa largou bem e conseguiu segurar a ponta, enquanto Bottas foi superado por Rosberg ainda na primeira curva, a mais difícil, em subida com saída cega. Mas foi por pouco tempo. O finlandês da Williams aproveitou a maior velocidade nas retas e recuperou a posição. Hamilton fez uma primeira volta extraordinária e deixou para trás Kimi Räikkönen e Danyil Kvyat nos primeiros metros, e também Kevin Magnussen, Daniel Ricciardo e Fernando Alonso para colar na traseira de Rosberg.

 

Na abertura da segunda volta o atual tetracampeão mundial Sebastian Vettel sentiu na pele a ausência de sorte, algo que vem acompanhando o alemão desde o início da temporada. Com problema eletrônico, a Red Bull do alemão perdeu tração e ele se arrastou pela pista, e quando o carro voltou a funcionar já estava uma volta atrás do pelotão, ou seja, não tinha mais nada a fazer.

 

Massa perdeu lugar no pódio nos boxes (Sutton Images)

Massa perdeu lugar no pódio nos boxes (Sutton Images)

Na liderança nas primeiras cinco voltas, Massa conseguia abrir 1s de vantagem para Bottas, que, com a faca entre os dentes, foi reduzindo a vantagem, porém sem ameaçar a posição do brasileiro. Atrás, a dupla da Mercedes aparecia na quarta e quinta colocações, com Rosberg e Hamilton, respectivamente, seguida de um apagado Alonso, Magnussen, Räikkönen, Hülkenberg e Kvyat.

 

A primeira rodada de troca de pneus foi inaugurada na décima volta por Nico Hülkenberg, seguido Rosberg duas voltas mais tarde, trocou os pneus supermacios pelos macios e voltar à pista em quinto. Hamilton parou na volta seguinte para volta atrás de seu companheiro de equipe e principal rival. A corrida começava a ser decidida neste ponto. Na estratégia. A Williams preferiu manter seus dois carros na pista por um pouco mais de tempo, sem observar que Massa virava mais lento que os pilotos da Mercedes, o que, na prática, não conferia vantagem alguma. A parada de Massa não foi boa e fez com que o pole voltasse entre Rosberg e Hamilton.

 

Com pneus aquecidos, o britânico passou de passagem por Massa para trás ainda na primeira curva do circuito, enquanto Bottas fez uma parada 1s2 mais rápida que a de Felipe, suficiente para ultrapassar o brasileiro e Hamilton. A liderança era de Sergio Pérez, da Force India, que apostou na estratégia de uma parada a menos que os demais para tentar um lugar no pódio. Não funcionou, mas colocou pimenta na corrida.

 

Nico Rosberg venceu em Spilberg com Hamilton colado e abre mais vantagem na tabela (AFP)

Nico Rosberg venceu em Spilberg com Hamilton colado e abre mais vantagem na tabela (AFP)

Pérez, Rosberg, Bottas, Hamilton e Massa correram separados por uma diferença de cerca de 1s, mas sem disputas. Na 23ª volta, a Mercedes, via rádio, pediu para Hamilton poupar os freios para não acontecer o mesmo que na prova anterior, no Canadá, que lhe custou a corrida. A estratégia da Force India, de uma parada a menos, custou caro. Pérez, com pneus desgastados, foi ultrapassado por Rosberg e Bottas na volta 27 e por Hamilton na seguinte. Embalado, Massa partiu para cima do mexicano, mas antes que a disputa acontecesse, Pérez foi para os boxes, no mesmo momento que o russo Kvyat perdeu o freio de sua STR, saiu na grama e abandonou.

 

Massa começou a contar garrafas por ficar muito tempo atrás de Pérez e assistir Rosberg cometer um erro, sair da pista, e ter seu companheiro atacar o alemão da Mercedes. Sem êxito, é verdade, mas engrossou o molho. No pelotão detrás, o último colocado Vettel continuava seu martírio. Ao tentar ultrapassar Gutiérrez, o alemão tocou na Sauber e quebrou a asa dianteira, o que provocou uma parada extra nos boxes. Sem chance de recuperação, a RBR decidiu recolher o carro e poupar equipamento para as próximas provas.

 

No 39º giro, Hamilton inaugurou a segunda rodada de paradas e, como Massa, sofreu com a lentidão dos mecânicos. Rosberg foi para os boxes na 40ª volta, seguido de Bottas parou na 41ª e retornou atrás das duas Mercedes. Massa parou na volta 44 e voltou logo atrás de Pérez. O líder, então, era Alonso, que entrou na 48ª volta e devolveu a ponta para Rosberg, que tinha, então, uma vantagem de 1,5s sobre Hamilton, seguido de para Bottas, Pérez e Massa.

 

Faltando 15 voltas para o fim da corrida, Pérez fez seu segundo pit stop e deixou o caminho aberto para Massa tentar caçar Bottas e tentar seu primeiro pódio. Tentou, mas não deu. A diferença era de cerca de 5s e Massa só conseguia descontar milésimos de segundos. Na ponta, Rosberg administrou a vantagem que tinha para Hamilton, que até tentou um ataque final, talvez uma reedição do GP do Bahrein, que não aconteceu.

 

Bottas comemora seu primeiro pódio na F1 com Rosberg e Hamilton (Sutton Images)

Bottas comemora com banho de champanhe seu primeiro pódio na F1 com Rosberg e Hamilton (Sutton Images)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

GP da Áustria, Spilberg, resultado final:

(Crédito: formula1.com)

(Crédito: formula1.com)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...