Rosberg terá de contar com a falta de sorte de Hamilton para ser campeão mundial - Getty Images

Rosberg terá de contar com a falta de sorte de Hamilton para ser campeão mundial – Getty Images

A disputa pelo título de campeão mundial de Fórmula 1 deste ano extrapolou os limites da pista e passou a ser psicológica. Nico Rosberg, por enquanto, venceu seu principal e único rival, o seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton ao cravar o melhor tempo no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde será disputada a 19ª e última etapa do Mundial. O inglês tem 17 pontos de vantagem sobre o finlandês, mas pode ficar a ver navios já que esta corrida tem pontuação dupla. Hamilton, segundo no grid, cometeu um erro que lhe custou a pole, mas isso não significa que está batido, já que fez uma segunda metade da temporada espetacular. Mas, como dizia o lendário argentino Juan Manuel Fangio, “corridas são corridas”, e elas só terminam na bandeirada.

 

Valtteri Bottas superou o tempo de Felipe Massa e larga na terceira posição - Getty Images

Valtteri Bottas superou o tempo de Felipe Massa e larga na terceira posição – Getty Images

A dupla da Williams ficou com a segunda fila com Valtteri Botas em terceiro, uma posição à frente de Felipe Massa. Mas, como acontece com a dupla da equipe da estrela solitária, uma reviravolta pode acontecer, isto é, se a equipe não cometer nenhum erro nos boxes. Massa andou forte o final de semana inteiro e estabeleceu a melhor marca em reta, inclusive sobre as Mercedes, mas Bottas está em ótima fase. Tanto que já é cotado para substituir seu compatriota Kimi Räikkönen em 2016, na Ferrari, e formar, assim, dupla com o alemão agora oficialmente anunciado no lugar de Fernando Alonso, que até agora não definiu qual time irá defender no próximo ano. Especula-se que o asturiano irá acelerar a McLaren-Honda, mas vai saber…

 

Caso Jenson Button decida não se aposentar, quem dançará nessa estória será o dinamarquês Kevin Magnussen, não por não ser rápido e muito talentoso, mas por questão de estratégia da equipe, que poderá preferir uma dupla experiente para voltar ao G4 da elite da categoria já na temporada de reestreia da parceria com a fornecedora de motores nipônica com a qual teve um amor intenso e vitorioso no começo dos Anos 1980 quando a equipe era defendida pela dupla Ayrton Senna e Alain Prost. Os tempos são outros, é verdade, mas no atual estágio de decadência de audiência mundial da F1, seria bom ter mais de um time vencedor. Nesta temporada, a única que incomodou, mesmo assim pouco, foi a Red Bull. Daniel Ricciardo venceu três vezes, mas nem cócega fez na dupla da Mercedes.

 

Na terceira fila do grid de largada para o GP de Abu Dhabi largarão Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel, da Red Bull, respectivamente, seguidos por Daniil Kviat (anunciado como titular na RBR em 2015) e dos ferraristas Kimi Räikkönen e Fernando Alonso, formam o top 10.

 

A largada do GP de Abu Dhabi será às 11 horas (horário de Brasília)

 

Confira abaixo do grid de largada:

 

Crédito: fórmula1.com

Crédito: fórmula1.com