Wilson Witzel (E) e Roberto Cortes, da VW – Divulgação

A Volkswagen Caminhões e Ônibus segue investindo no Brasil e está pronta para atender eventuais demandas criadas pela recente saída de concorrentes em mercados sul-americanos. Esta foi a mensagem de Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, a Wilson Witzel, governador do estado do Rio de Janeiro, durante encontro (7/3) promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha em Berlim.

“Estamos no meio de um plano de investimento de R$ 1,5 bilhão no Rio de Janeiro. Nossa capacidade produtiva na fábrica de Resende (RJ) é de 100 mil unidades ao ano, trabalhando em três turnos. Hoje, operamos em dois turnos, e um deles ainda é parcial. Afirmei ao governador Witzel que estamos prontos não apenas para absorver a recuperação do mercado brasileiro, mas preencher todas as lacunas recentemente deixadas pela concorrência na América do Sul”, disse Roberto Cortes.

A ofensiva em busca de novas oportunidades no Brasil e no exterior inclui a movimentação de toda a rede autorizada das marcas Volkswagen Caminhões e Ônibus e MAN, com mais de 300 concessionários e importadores. A montadora é uma das maiores exportadoras de veículos comerciais do país, com uma linha de mais de 50 produtos sob medida para mais de 30 países emergentes.

A ofensiva em busca de novas oportunidades no Brasil e no exterior inclui a movimentação de toda a rede autorizada das marcas Volkswagen Caminhões e Ônibus e MAN, com mais de 300 concessionários e importadores. A montadora é uma das maiores exportadoras de veículos comerciais do país, com uma linha de mais de 50 produtos sob medida para mais de 30 países emergentes.