Robbi Perez, José Córdova e Marcos Ramos foram de último para sexto - Foto: Humberto da Silva

Robbi Perez, José Córdova e Marcos Ramos foram de último para sexto – Foto: Humberto da Silva

 

Em uma prova extremamente dura, a bordo do protótipo MCR da Ferreirinha Motorsport o trio paranaense Robbi Perez, José Córdova e Marcos Ramos terminou os 500 Km de São Paulo na terceira posição na categoria GP1 e sexto na classificação geral. A tradicional corrida de Endurance que completou a sua 32ª edição foi realizada no último domingo (18/9) no Velo Città, autódromo em Mogi Guaçu (SP). Depois de 3h54min56s212 e 139 voltas pelo circuito de 4.493 metros a vitória na geral ficou com os paulistas Henrique Assunção/Fernando Fortes/Emílio Padron (MRX), enquanto que na categoria GP1 os vencedores foram os gaúchos Tiel de Andrade/Franco Pasquale (Tubarão).

 

“A corrida foi algo espetacular. É impressionante como este preparador (Antonio Ferreirinha) com 81 anos de idade mais uma vez me dá um carro excepcional. Estou muito feliz, com 56 anos de idade e 20 anos fora do automobilismo e estou aqui no pódio novamente”, emocionou-se Robbi Perez depois de receber o troféu de terceiro colocado na GP1.

 

MRX 75 de Henrique Assunção, Fernando Fortes e Emílio Padrón - Foto Claudio Kolodziej

MRX #75 de Henrique Assunção, Fernando Fortes e Emílio Padrón – Foto: Claudio Kolodziej

Com a quebra do câmbio do protótipo MCR no último treino livre de sábado, o trio Perez/Córdova/Ramos não tive condições de participar da tomada de tempos e foram obrigados a largar da 26ª e última posição do grid. Mesmo assim, o trio paranaense foi o que mais conseguiu evoluir durante a corrida de longa duração, para subir no pódio no final da tarde de domingo (18). “Andamos bem. Viemos lá de trás buscando todo mundo. O Ferreirinha colocou o carro em ordem na corrida. Na próxima vamos botar este MCR em primeiro”, vibrou o experiente José Córdova.

 

Os três pilotos de Curitiba nunca haviam visitado o Velo Città e destacaram a excelente performance que tiveram mesmo assim. “Foi uma corrida muito legal. Trouxemos o carro para casa em ordem, mesmo sem conhecer o circuito”, pontuou Marcos da Silva Ramos. “Eu já tinha experimentado e acreditado neste carro, e os meus companheiros cuidaram bem dele, não cometeram nenhum erro, mesmo sem conhecê-lo, bem como o circuito, como eu. Enfim, todos os mecânicos da Ferreirinha Motorsport foram heróis nesta empreitada”, encerrou Perez.

 

Confira os dez primeiros nos 500 Km de São Paulo:

1º – (75) Henrique Assunção/Fernando Fortes/Emílio Padron (MRX) – 139 voltas em 3h54min56s212;

2º – (78) Tiel de Andrade/Franco Pasquale (Tubarão) – a 3 voltas;

3º – (32) Mauro Kern/Paulo Souza (Tubarão) – a 5 voltas;

4º – (76) Fernando Ohashi/Emílio Padron/Pedro Serrano (Protótipo IR) – a 6 voltas;

5º – (15) Duda Pamplona/Guilherme Spinelli/Leandro de Almeida (Mitsubishi Lancer) – a 7 voltas;

6º – (46) Robbi Perez/Marco Ramos/José Córdova (MCR) – a 9 voltas;

7º – (64) Henry Visconde/Marcio Basso (BMW) – a 12 voltas;

8º – (72) Carlos Antunes/Yuri Moro (MRX) – a 18 voltas;

9º – (73) Jorge Machado/Leandro Totti – a 20 voltas;

10º – (31) Paulo Plutarcho/Davi Plutarcho – a 23 voltas

Fonte: Organização