Etapa com duas provas de 50 km exigiu concentração das duplas - Cadu Rolim

Etapa com duas provas de 50 km exigiu concentração das duplas – Cadu Rolim

 

O segundo dia da etapa dupla da Mitsubishi Cup, rali cross-country de velocidade, foi marcado por duas provas, de 50km cada, em alta velocidade. Pilotos e navegadores encararam um trecho novo, diferente do de sábado, também na Fazenda Meia Lua, em Jaguariúna (SP).

 

“Hoje foi muito difícil. O percurso de 50km estava de velocidade rápida, intercalando com trechos muito travados. Foi sem dúvida uma das provas mais difíceis da Mitsubishi Cup. Manter a concentração, numa prova longa como essa, era o mais importante”, conta André Munhoz, navegador campeão na categoria ASX R.

 

Etapa teve muita poeira característica da região - Cadu Rolim

Etapa teve muita poeira, característica da região – Cadu Rolim

 

As duplas gostaram da novidade de correr duas etapas na sequência. “Acho legal, a gente já quebra o gelo no sábado, fica bem acostumado ao carro e pode acelerar com tudo. E ainda facilita a logística para as equipes, o que é muito bom”, explica Thiago Rizzo, piloto campeão da categoria L200 Triton ER.

 

“Este ano teremos mais uma etapa dupla na Mitsubishi Cup. Fizemos o calendário pensando justamente em facilitar a logística, tanto para as equipes quanto para as duplas que correm conosco nos carros locados pela Ralliart Brasil”, explica Guilherme Spinelli, diretor da divisão de alta performance da Mitsubishi Motors. “A etapa dupla também aumenta a competitividade, já que é preciso traçar uma estratégia para ir bem nos dois dias.”

 

Mesmo quem não tem experiência conseguiu aproveitar e se divertir neste domingo. O competidor Rodrigo Peternelli, navegador, fez sua estreia no rali de velocidade. “Conheço muita gente que corria regularidade e veio correr velocidade, e aí vim também. A prova foi ótima. É emoção o tempo todo mesmo, bem diferente da regularidade”, conta. Ele ganhou, ao lado do piloto Felipe Marciano Lopes, o prêmio de melhor dupla estreante e chegou em 3º lugar na categoria Pajero TR4 ER.

 

Poeirão alto agrada quem corre na frente, mas aumenta grau de dificuldade - Cadu Rolim

Poeirão alto agrada quem corre na frente, mas aumenta grau de dificuldade – Cadu Rolim

 

Os campeões – Das cinco categorias, quatro tiveram dobradinha na etapa dupla: Pajero TR4 ER, Pajero TR4 ER Master, ASX RS e L200 Triton ER. Nesta última, Thiago Rizzo e Carlos Eduardo Piacentini Sachs subiram novamente ao pódio. “A prova de hoje exigiu muito mais. Conseguimos colocar um bom ritmo. Foi um fim de semana muito especial”, recorda Cadu. “Deu tudo certo, saímos com as duas vitórias e a liderança do campeonato”, comemora Rizzo. “Agora é preparar para a próxima.”

 

Já na categoria Pajero TR4 ER, Paulo Theophilo Dias Filho e Marcelo Bortoluz celebraram a vitória na terceira etapa consecutiva. “Dei tudo de mim e foi muito bom. Sentou no banco, ligou o motor, é pé embaixo. Está no sangue”, celebra o piloto. “Dentro do carro a gente esquece de tudo, se concentra. Vamos pra próxima pensando em vencer também”, afirma o navegador Marcelo. “A prova estava maravilhosa”, completa Paulo.

 

André Miranda e Alison Pedroso também subiram pelo segundo dia seguido ao pódio, na categoria Pajero TR4 ER Master. “Foi diferente de ontem, a navegação estava mais exigente e prova, bem cansativa”, fala Alison. “A categoria é disputada e esse resultado é muito importante”, relembra André. “Conseguir as duas vitórias é muito bom.”

 

Na nova categoria ASX RS, mais uma dobradinha: Ricardo Feltre e Ivo Renato Mayer foram novamente os mais rápidos. “Fim de semana inteiro andamos rápido e buscamos ganhar. Tinha que acreditar e acelerar”, fala o piloto. “Estamos bem, mas os adversários também estão andando forte. Na Mitsubishi Cup é complicado, tem que manter o foco no campeonato.”

 

Já na categoria ASX R, João Paulo Franco e André Munhoz, que haviam ficado em 4º lugar no sábado, levaram a etapa do domingo. “Estou na Mitsubishi Cup há quatro anos e sempre tentando melhorar. Esse ano estou mais adaptado ao carro e hoje encaixamos uma boa prova. Saímos com a vitória e estou muito feliz”, celebra João Paulo. “Aumenta o nível de exigência depois que você ganha.”

 

A próxima etapa da Mitsubishi Cup será em Mogi Guaçu (SP), dia 06 de agosto, com duas provas de 50km cada.

 

Resultados – Mitsubishi Cup 3ª etapa – Jaguariúna (SP)

Pajero TR4 ER

1) Paulo Theophilo Dias Filho / Marcelo Bortoluz – 92 pontos

2) Flavio Saraiva / Sara Volpato – 87 pontos

3) Felipe Marciano Lopes / Rodrigo Peternelli – 78 pontos

4) Daltro Marcelo Maronezi / Guilherme de Paula Rezende – 72 pontos

5) Wander Rocha Cortes / Marcelo Mendes – 66 pontos

 

ASX R

1) João Paulo Franco / André Lucas Munhoz – 92 pontos

1) Markus Johannes de Wit / Rodrigo Mello – 81 pontos

3) Werner Neugebauer / Kaique Bentivoglio – 45 pontos

2) Rafael Aragao Souza Lopes / Damon Alencar – 36 pontos

 

Pajero TR4 ER Master

1) Andre Miranda / Alison Pedroso – 92 pontos

2) Vitor Jose Muench / Jorge Adriano Peters – 84 pontos

3) Marcos Claudemir Chueda / Luiz Afonso Torres Poli – 81 pontos

4) Celso Macedo / Belen Macedo – 69 pontos

5) Fabricio Zanella Duarte / Elaine Ribeiro Machado – 66 pontos

 

ASX RS

1) Ricardo Feltre / Ivo Renato Mayer – 95 pontos

2) Cristian Mai Domecg / Breno De Almeida Rezende – 81 pontos

3) Alberto Andreotti Neto Andreotti / Kleber Cincea – 78 pontos

4) Fabio Ruediger / Eduardo Bampi – 75 pontos

3) Fabricio Bianchini / Caio Santos – 0 pontos

 

L200 Triton ER

1) Thiago Wilson Rizzo Da Silva / Carlos Eduardo Piacentini – 92 pontos

2) Glauber Fontoura / Minae Miyauti – 84 pontos

3) Albano Dos Santos Parente Jr / João Gilberto Ferreira – 81 pontos

4) Luiz Claudio Parente / Glauco Alencastro – 72 pontos

5) Valdir de Lacerda / Elisa Borges Lacerda – 63 pontos

 

Resultado acumulado – Campeonato 2016 

Pajero TR4 ER – Pilotos

1) Paulo Theophilo Dias Filho – 276 pontos

2) Flavio Saraiva – 249 pontos

3) Flavio Donizeti Pereira de Oliveira – 202 pontos

4) Wander Rocha Cortes – 198 pontos

5) Daltro Marcelo Maronezi – 194 pontos

 

Pajero TR4 ER – Navegadores

1) Marcelo Bortoluz – 276 pontos

2) Sara Volpato – 249 pontos

3) Fernando Marcel Toshio Abe – 202 pontos

4) Marcelo Mendes – 198 pontos

5) Guilherme de Paula Rezende – 148 pontos

 

ASX R – Pilotos

1) Markus Johannes de Wit – 217 pontos

2) Werner Neugebauer – 208 pontos

3) Rafael Aragao Souza Lopes – 202 pontos

4) João Paulo Franco – 174 pontos

5) Cleber Rosa – 80 pontos

 

ASX R – Navegadores

1) Damon Alencar – 202 pontos

2) Kaique Bentivoglio – 203 pontos

3) Rodrigo Mello – 167 pontos

4) André Lucas Munhoz – 150 pontos

5) João Victor – 80 pontos 

 

Pajero TR4 ER Master – Pilotos

1) Andre Miranda – 276 pontos

2) Vitor Jose Muench – 250 pontos

3) Frederico Macedo – 225 pontos

4) Alessandro Cesar Tozoni – 185 pontos

5) Marcos Claudemir Chueda – 179 pontos

 

Pajero TR4 ER Master – Navegadores

1) Alison Pedroso – 251 pontos

2) Jorge Adriano Peters – 250 pontos

3) Luiz Afonso Torres Poli – 221 pontos

4) Belen Macedo – 201 pontos

5) Gilze Araujo – 185 pontos

 

ASX RS – Pilotos

1) Ricardo Feltre – 272 pontos

2) Cristian Mai Domecg – 219 pontos

3) Alberto Andreotti Neto Andreotti – 210 pontos

4) Peterson Oliveira – 72 pontos

5) Fabricio Biachini – 72 pontos

 

ASX RS – Navegadores

1) Ivo Mayer – 272 pontos

2) Breno De Almeida Rezende – 219 pontos

3) Eduardo Bampi – 177 pontos

4) Kleber Cincea – 134 pontos

5) Edgar Fabre – 80 pontos

 

L200 Triton ER – Pilotos

1) Thiago Wilson Rizzo Da Silva – 301 pontos

2) Glauber Fontoura – 250 pontos

3) Albano Dos Santos Parente Jr – 221 pontos

4) Luiz Claudio Parente – 220 pontos

5) Valdir De Lacerda – 185 pontos

 

L200 Triton ER – Navegadores

1) João Gilberto Ferreira – 226 pontos

2) Carlos Eduardo Piacentini – 217 pontos

3) Glauco Alencastro – 210 pontos

4) Elisa Borges Lacerda – 185 pontos

5) Minae Miyauti – 162 pontos

Fonte: Mitsubishi