Divulgação

 

Na manhã do último dia 14 de novembro, foi oficialmente assinado o contrato para a construção do Autódromo Internacional de Araçariguama. A ratificação contratual aconteceu durante evento dirigido à imprensa e parceiros, realizado no Espaço Alecrim, em Araçariguama (SP), distante a 54 quilômetros da Capital é região metropolitana de Sorocaba.

 

Compareceu o presidente do IMSC (Motor Sport Club), Eduardo Gliorio Gozzano; o diretor do IMSC, Paulo Scaglione; o proprietário da Fazenda Cambarás, Kaled Smaili; e a Prefeita de Araçariguama, Lili Aymar, além de autoridades locais. O IMSC é o responsável pelo projeto do autódromo internacional, que será construído em área que, hoje, pertence à Fazenda Cambarás, no bairro Santa Ella.

 

Segundo Eduardo Gozzano, trata-se de um projeto arrojado, que chega para suprir a necessidade de um novo espaço para abrigar campeonatos de categorias intermediárias do automobilismo, além de eventos nacionais e internacionais de kart, Fórmula Truck, Stock Car, campeonatos de arrancada, competições em terra, entre outros. “Também será um espaço que poderá ser usado para eventos e shows, servindo não somente para atender aos aficionados pelo esporte de velocidade, mas também para o entretenimento dos habitantes de Araçariguama e cidades vizinhas”, ressaltou.

 

Sobre o projeto, Gozzano justifica a importância do novo autódromo. “No ano em que anunciamos o projeto do Autódromo Internacional de Araçariguama, assistimos ao último piloto brasileiro se retirar das pistas. Isso acontece porque o Brasil não forma mais pilotos; e, não forma, porque não temos aqui campeonatos de categorias intermediárias do automobilismo. Então, a nova geração precisa sair do país para disputar campeonatos fora, o que cria uma dificuldade”, falou, referindo-se à recente aposentadoria do piloto Felipe Massa da Fórmula 1.

 

“Como o futebol, o automobilismo mora no coração dos brasileiros. Juntamente com o futebol, foi o esporte que mais nos deu projeção através de grandes pilotos, como Ayrton Senna, Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet, Rubinho Barrichello, entre outros. Sendo assim, não restam dúvidas de que, mesmo antes de iniciarem as obras, estamos diante de um projeto de grande sucesso.”

 

Acerca da possibilidade de abrigar competições de maior vulto, como Fórmula 1 e Fórmula Indy, Paulo Scaglione afirma achar difícil que tais competições sejam realizadas no autódromo. “Abrigar eventos desse porte exige uma flexibilidade e recursos para se adaptar às novas demandas e determinações dos campeonatos, que mudam ano a ano. Por isso, acho complicado que, por exemplo, a Fórmula 1 aconteça nesse novo autódromo. Contudo, ele estará preparado, dentro dos padrões internacionais e com o que há de mais moderno em infraestrutura, para abrigar grandes eventos, incluindo outras competições nacionais e internacionais”, disse.

 

Contrapartida – O projeto do Autódromo Internacional promete trazer retorno financeiro e estrutural a Araçariguama. “A geração de emprego será o impacto mais importante para o município, bem como de arrecadação de imposto para a cidade e exposição para todo o país”, destacou Eduardo, referindo-se aos benefícios para Araçariguama. “Depois de pronto, o autódromo poderá receber competições desde regionais até internacionais. E, em curto prazo, poderemos contar com provas na terra.” “O automobilismo proporciona uma movimentação muito grande em nível de comércio e desenvolvimento”, pontua Scaglione.

 

Estrutura – O projeto novo Autódromo Internacional de Araçariguama contempla não somente uma pista com até oito mil metros de comprimento, construída nos padrões exigidos internacionalmente, como também áreas e estruturas para a prática de outras atividades e competições sobre rodas, como kart, Stock Car, Fórmula Truck, campeonatos de arrancada, velocidade sobre terra, entre outros.

 

Está prevista a construção de arquibancada com 10 mil lugares fixos e cobertos, estacionamento para até cinco mil vagas, 50 vagas para caminhões e trailers das equipes, padock com capacidade para até 2 mil pessoas e 40 boxes.

 

Também há previsão de um espaço exclusivo para shows e, ainda, a construção de uma Universidade do Automobilismo, com cursos de extensão a distância e presenciais para Diretores de Provas, Sinalizadores, Cronometristas, Socorristas, Preparadores de Motores, cursos de pós-graduação em Jornalismo, Fotografia, Engenharia, Advocacia, entre outras atividades profissionais do universo automobilístico. A área total do empreendimento deve abranger um milhão de m².

 

Outros projetos que complementam a infraestrutura do novo autódromo abrangem:

 

  • Torre de Cronometragem
  • Sala de Imprensa
  • Sala de Comissários Desportivos e para Secretaria de Provas
  • Área de Pesagem e Abastecimento
  • Ambulatório
  • Bilheterias
  • Dois restaurantes e quatro lanchonetes
  • Dois hotéis
  • Heliponto e heliporto
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...