Pajero Dakar, rodou 1.179 quilômetros, com um consumo médio de 13,11 km/l - Divulgação

Pajero Dakar, rodou 1.179 quilômetros, com um consumo médio de 13,11 km/l – Divulgação

A teoria foi colocada em prática pela Mitsubishi Motors. Da linha de produção, já estão saindo as L200 Triton e Pajero Dakar 2014 com o novo Power Train: mais potência no motor, novo câmbio de cinco marchas e tanque de 90 litros, o conjunto mais ajustado da categoria. Com tudo isso, a autonomia aumentou e era necessário provar onde esses carros poderiam chegar.

 

Que tal sair da cidade de São Paulo e ir até o Planalto Central sem abastecer? Um desafio e tanto para essa picape e este SUV. Os pilotos Ingo Hoffmann e Duda Pamplona encararam o desafio, receosos no início, mas empolgados com essa possibilidade. Para comprovar a façanha, o teste contou com o acompanhamento da KPMG em todo o percurso para atestar o processo do início ao fim. Era hora de cair na estrada e entrar para a história. Saindo do escritório da Mitsubishi Motors em São Paulo, Ingo Hoffmann com a L200 Triton 2014 e Duda Pamplona com o Pajero Dakar 2014 seguiram em direção a Brasília (DF), em uma viagem de mais de 1.000 quilômetros.

 

Além da comodidade de não parar para abastecer, os pilotos puderam usufruir de todo o conforto, tecnologia, segurança e sofisticação da linha 2014 da L200 Triton e Pajero Dakar. “Já tive duas L200 Triton e conheço bem o carro. Viajei muito pelo Brasil. É uma picape com todo o conforto de um carro de passeio. Tem ar-condicionado, volante multifunção. É uma delícia”, contou Ingo.

 

“O Pajero Dakar é o carro ideal para fazer esse tipo de viagem, pois é extremamente confortável. Na hora da ultrapassagem, tem força e velocidade, mesmo com o tanque cheio. Fora que esse novo câmbio com cinco marchas e os paddle shifters ajudam muito. Tem muito conforto e é bom para andar em qualquer situação. Além de ter uma excelente estabilidade, mesmo sendo um carro alto. A viagem foi muito tranquila”, descreveu Duda.

 

Todo o trajeto foi acompanhado de perto pela KPMG, que lacrou os tanques antes da saída de São Paulo e atestou que não foram mexidos no trajeto. A viagem fez uma parada em Catalão (GO), onde está instalada a fábrica da Mitsubishi Motors, e retomou o trajeto no dia seguinte, rumo a Brasília.

 

A L200 Triton teve uma autonomia comprovada de 1.150 KM, com um consumo médio de 12,78 km/l - Divulgação

A L200 Triton teve uma autonomia comprovada de 1.150 KM, com um consumo médio de 12,78 km/l – Divulgação

A chegada à Praça dos Três Poderes, símbolo da capital federal, foi comemorada pelos pilotos, que provaram, além da força e resistência dos 4×4 da Mitsubishi, a autonomia e versatilidade desta picape e deste SUV. “O resultado e a autonomia foram surpreendentes. Não só chegamos, como ainda tínhamos combustível para rodar mais. O resultado foi bem impressionante e significativo”, garante Ingo. Ao todo, foram 1.040 quilômetros de São Paulo até Brasília e os carros não entraram nem na reserva do tanque.

 

No teste realizado e acompanhado pela KPMG, a L200 Triton teve uma autonomia comprovada de 1.150 quilômetros, com um consumo médio de 12,78 km/l. Já o Pajero Dakar, rodou 1.179 quilômetros, com um consumo médio de 13,11 km/l.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...