Divulgação

 

Com a crise econômica as vendas de automóveis sofreram uma grande redução nos últimos anos e a atenção que as concessionárias dão ao pós-venda aumentou significativamente. Com a entrada de novas marcas no mercado nacional e o consequente aumento da concorrência, a margem na venda de veículos diminui e os serviços de manutenção dos veículos se tornou uma alternativa para recuperar a rentabilidade do negócio.

 

As próprias montadoras entenderam o recado e ajudaram suas revendedoras autorizadas, aumentando o prazo de garantia dos veículos. Essa mudança de estratégia aumentou a concorrência entre as redes autorizadas e as oficinas independentes, que também começaram a se movimentar para atrair novos clientes e reter os antigos.

 

No meio dessa competição é o consumidor que tende a sair ganhando. Mas o proprietário do carro ainda tem dúvidas acerca de onde fazer a manutenção do seu veículo, principalmente depois do fim da garantia da montadora. Segundo informações do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo (Sindirepa), a grande maioria dos motoristas ainda prefere utilizar oficinas independentes para fazer a manutenção preventiva e o conserto dos seus veículos. Mesmo com a recente perda de mercado para as concessionárias, as oficinas independentes são responsáveis pela manutenção de 80% da frota circulante no Brasil, que supera os 40 milhões de veículos segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

 

A preferência cresce ainda mais à medida que a idade do veículo aumenta. As concessionárias estimam que perdem mais de 90% dos clientes após o prazo de garantia do carro que é dado pelas montadoras se encerrar. Os principais diferenciais das oficinas independentes que explicam essa predominância são preço, relacionamento e atendimento. Uma vez que as oficinas podem comprar peças de diversos fabricantes, acabam conseguindo opções mais baratas e repassando esse preço mais baixo ao cliente, o que pode representar uma economia de até cinco vezes o valor cobrado pelas concessionárias. Adicionalmente, como geralmente são menores as oficinas conseguem dar mais atenção ao cliente.

 

Porém, isso também depende se o cliente consegue encontrar uma oficina mecânica de confiança. Isso porque o universo das reparadoras é vasto e bastante heterogêneo, já que existem desde oficinas com apenas um mecânico até grandes redes, que contam com centenas de mecânicas espalhadas pelo país. Segundo estimativas do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), existem mais de 100 mil oficinas independentes no Brasil.

 

Já as concessionárias contam com mais recursos e o peso da marca da concessionária por trás. Contudo, esses diferenciais parecem não compensar o fato de que o principal foco de negócio dessas empresas ser a venda de veículos e não a reparação mecânica. Além disso, por contar com uma estrutura maior e utilizar somente peças provenientes da montadora, o preço dos serviços pode ficar mais alto. Por fim, a relação entre o cliente e o mecânico é muito distante, o que diminui a confiança.

 

Reprodução

Victor Novak, empresário que atua no setor de serviços automotivos através do site Sua Oficina Online recomenda: “Durante pelo menos metade do período de garantia sugerimos que o proprietário faça as revisões na concessionária para não correr o risco de perder a garantia da montadora. Esse é o período em que os veículos com defeito de fabricação geralmente costumam apresentar defeitos de fabricação. Depois disso é mais improvável que os problemas apareçam. A partir daí o ideal é sempre comparar preços e a qualidade dos prestadores. Em muitos casos oficinas especializadas prestam serviços de qualidade superior aos da concessionária.”

 

O site permite que donos de carro encontrem e comparem as melhores opções de fornecedores próximos e baratos para realizar serviços mecânicos. “Hoje a tecnologia permite que o cliente tenha mais poder de escolha. Com nossa plataforma o motorista encontra oficinas bem avaliadas por outros clientes e comparar gratuitamente preços dos serviços. Com essas informações ele consegue escolher com mais clareza a opção que mais lhe agrada”, complementa Novak.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...