Reformar uma horta comunitária, plantar árvores e equipar área de convivência e playground para os moradores e crianças do bairro Vila São José, em São Bernardo do Campo. Esta é a ação social escolhida pela Metra, operadora de transporte do Corredor ABD, na 11ª. edição do Dia de Fazer a Diferença, que será realizado no próximo sábado, dia 14 de setembro, a partir das 8h, para proporcionar bem-estar e melhor qualidade de vida para milhares de pessoas da região.

Foto: Pamela Carvalho

A ação conta com o apoio da associação dos moradores do Bairro Vila São José e acontece na Rua Wanda Bueno Coelho, altura do número 31, em terreno da Petrobras por onde passa um oleoduto. Segundo Pedro Batista, responsável pela preservação da área, o espaço precisava de uma reforma e melhorias, o que a Metra se dispôs a fazer. “É muito importante esta ação porque, além de beneficiar diretamente os moradores, permite a preservação ambiental, com o plantio de mudas de árvores, hortaliças, verduras e legumes que serão utilizados para a alimentação saudável dessas famílias”, explica.

Além da horta, outra medida importante é a reforma da área de convivência e do playground das crianças. Estão sendo instalados novos brinquedos e equipamentos para que todos possam desfrutar, como gangorra, balanços e ponte elevada, entre outros.

Foto: Pamela Carvalho

Ação social Dia de Fazer a Diferença – A Metra, operadora do Corredor ABD que atende a região do Grande ABD e também parte da zona Sul e Leste de São Paulo, promove, desde 2009, a ação social Dia de Fazer a Diferença, sempre com foco na a qualidade de vida e bem-estar das comunidades próximas à empresa. No ano passado, transformou o Dia de Fazer a Diferença em uma ação de um mês inteiro, com a arrecadação de mais de uma tonelada de alimentos, destinados à entidade Casa de Lucas, que há quase 25 anos ajuda crianças e adolescentes na prevenção de situações de risco, promovendo suas potencialidades.

Foto: Pamela Carvalho

O Dia de Fazer a Diferença é o maior evento de mobilização para ações sociais simultâneas do mundo, com a participação de mais de três milhões de voluntários. É um dia de grande emoção em que a sociedade se une para fazer a diferença, realizando ações sociais na comunidade e experimentando o sentimento único da solidariedade coletiva.

A iniciativa surgiu nos Estados Unidos, em 1990, a partir de uma ideia da jornalista Marcia Bullard, quando ela era editora da revista USA Weekend. No Brasil, a ação é realizada desde 1998 com a participação de empresas, Organizações Não-Governamentais, escolas e diversas entidades.