Hamilton homenageou Niki Lauda com capacete vermelho – Foto:formula1.com

Em mais uma apresentação irretocável, o inglês Lewis Hamilton venceu o movimentado Grande Prêmio de Mônaco da Fórmula 1, a sexta etapa da temporada 2019. Diferentemente das provas anteriores, nesta a Mercedes não conseguiu emplacar uma dobradinha.

Valtteri Botas, companheiro de Hamilton terminou em terceiro atrás de Sebastian Vettel, da Ferrari, graças à punição de Max Verstappen, da Red Bull, que apesar de receber a bandeira quadriculada em segundo teve de pagar uma punição de 5s, ser considerado o Piloto do dia. Pierre Gasly, da Toro Rosso, ganhou o ponto extra pela melhor volta da corrida.

A Ferrari de Lecrerc sofreu avarias no assoalho – Foto: formula1.com

Quem pagou caro pelo erro da Ferrari pelo erro de estratégia nos treinos de classificação foi Charles Leclerc, prata da casa, e largou em 15°. O monegasco bem que tentou fazer uma prova de recuperação, mas acabou se envolvendo em um incidente e abandonou a prova ainda no início com assoalho do carro destruído, tornado o carro inguiável.

A perseguição implacável de Verstappen sobre Hamilton – Foto: formula1 com

Partindo da pole-position, Hamilton partiu com vento na cara e manteve a posição até o final da prova. Foi uma largada foi tranquila, sem incidentes. A única alteração foi graças a Charles Lecrerc, que pulou de 15º para 14º. O novato na categoria deu mostras que não veio para compor grid, pelo contrário, o jovem piloto mostrou garra e perícia até se envolver em um incidente com Hulkenberg, da incipiente Renault, e lhe custou um furo no pneu traseiro, uma avaria no assoalho e abandono da prova, visivelmente irritado. Com razão.

O inglês segurou o ímpeto do holandês, que levou punição de 5s – Foto: formula1 com

Lecrerc se arrastou pelo circuito até os boxes e deixou detritos do pneu furado e partes aerodinâmicas da Ferrari pela pista. Isso provocou a entrada do carro de segurança, e abriu a primeira janela para troca de pneus. Os três primeiros, Hamilton, Bottas e Verstappen trocaram os pneus e saíram juntos dos boxes. Só que o holandês da Red Bull jogou o carro pra cima de Bottas e conseguiu a ultrapassagem ainda nos boxes. Houve um leve toque entre os carros, o que obrigou o finlandês da Mercedes a realizar uma nova parada. Na relargada, Hamilton se manteve na liderança seguido de Verstappen e Vettel, que também conseguiu passar por Bottas.

As duas Williams provocaram entrada do carro de segurança – Foto: formula1.com

Dia de cão – Após trocar os pneus e ficar na última posição, Leclerc se envolveu em um novo incidente. As duas Williams se enroscaram e causaram um congestionamento. Como o monegasco vinha atrás, aproveitou para mais uma nova parada, só que o dia não era dele. Com dificuldade de manter o carro na pista a jovem promessa abandonou a prova.

Verstappen punido – Após a direção da prova analisar a ultrapassagem de Verstappen sobre Bottas ainda nos boxes, o holandês da Red Bull foi punido em cinco segundos. Com isso, o até então segundo colocado, que perseguia Hamilton de perto, passou a adotar uma estratégia mais ousada, tentando ultrapassar o britânico da Mercedes para abrir uma boa margem e pagar a punição sem ter prejuízo.

Em sua última tentativa,Verstappen toca a Mercedes de Hamilton – Foto: formula1.com

Outro problema para Verstappen foi a falta de torque. Via rádio, a equipe sugeriu ao piloto mudar a configuração, porém, não teve êxito. O remapeamento do motor Honda ficaria igual ao da largada, e assim conseguiria atacar o líder Hamilton, que reclama do desempenho dos pneus médios e, talvez, chegar à vitória.

Os pilotos fizeram um minuto de silêncio pela morte de Niki Lauda – Foto: formula1.com

Milagre ou competência? – Era notório que Max Verstappen estava muito mais rápido que Hamilton, que se defendia a liderança como podia. Também era visível que os pneus do inglês estavam completamente desgastados, e o britânico disse para a equipe que manter a primeira colocação até o fim, nessas circunstâncias, “seria um milagre”.

Faltando duas voltas para o fim da corrida, Verstappen tentou uma ultrapassagem muito ousada, os dois carros se tocaram, mas o britânico pentacampeão mundial da Mercedes conseguiu manter na liderança e a administrou até a bandeirada final.

A Fórmula 1 volta reunir dia 9 de junho, para a disputa do Grande Prêmio do Canadá.

Confira abaixo o resultado do GP de Mônaco (os dez primeiros):

Crédito: formula1.com

Confira abaixo a tabela de pontos do Mundial de Pilotos:

Crédito: formula1.com