Hamilton foi mais rápido com Mercedes confiável - Sutton Images

Hamilton foi mais rápido com a Mercedes – Sutton Images

Lewis Hamilton, da Mercedes, foi o piloto do dia no terceiro dias de testes coletivos da pré-temporada 2014, dia 21, no circuito de Sakhir, no Bahrein. O inglês manteve o tempo de 1min34s263, conquistado ainda pela manhã, e não foi ameaçado pelos demais concorrentes. Com a melhor marca do dia – e da semana –, o campeão mundial de 2008 somou grande quilometragem ao dar várias voltas (67 no total), como se estivesse simulando um GP e ainda foi mais rápido que outro britânico, Jenson Button, da McLaren-Mercedes.

 

Dando a entender que se depender dos testes até agora realizados está no páreo, o veterano campeão mundial de 2010 Button conseguiu andar no mesmo tempo do novato sensação, Kevin Magnussen, que dia 20 foi o mais rápido, e terminou a sessão de sexta em segundo, rodando na janela de 1min34s. Felipe Massa, apesar de terminar o dia 2,8s mais lento que Hamilton, disse estar confiante na consistência da Williams-Mercedes. No entanto, Massa foi 1s6 mais veloz que sua marca anterior.

 

Felipe Massa confia no potencial da FW36 - Sutton Images

Felipe Massa confia no potencial da FW36 – Sutton Images

“Foi uma tarde bastante cheia. Foi uma pena que não pudemos andar no primeiro dia, pois teria nos ajudado ainda mais hoje (21), mas o mais importante foi que nós encontramos e resolvemos o problema. O carro deu 116 voltas (no terceiro dia de testes), e demos 115 voltas juntos (do pelotão), então é muito positivo. Fizemos um treino de pit-stop, que foi o principal objetivo, e vi uma grande melhora do começo até o fim do dia, o que é importante para o time estar realmente pronto e preparado para a primeira corrida”, elogiou.

 

“Eu acho que estamos em uma boa direção. O carro está andando bem e eu estou feliz. Ainda há muito para ser feito e para entender sobre o carro, e temos que melhorar o acerto, que ainda não fizemos, mas está bem positivo até agora”, completou Massa.

 

Purgatório – Kimi Räikkönen andou pouco pela manhã devido a uma falha no sistema de telemetria da F14T. O finlandês foi o sexto colocado no geral. Já à tarde, quando pôde completar 32 voltas, a melhor delas em 1min37s476, colocou o finlandês por algum tempo – curto, diga-se – entre os quatro primeiros até ser superado por Massa, já no fim da sessão, e Pérez que aceleraram o ritmo.

 

Daniel Ricciardo enfrentou problemas com a RB10 - Sutton Images

Daniel Ricciardo enfrentou problemas com a nervosa RB10 – Sutton Images

A Red Bull continua batendo cabeça com o temperamental RB10, que apresentou problemas mecânicos à tarde, fazendo com que a equipe encerrasse mais cedo as atividades do dia. Daniel Ricciardo mal conseguiu colocar o RB10 para andar. O australiano deu apenas 28 giros, antes de um problema mecânico no carro roxo dos touros vermelhos parar de vez, quando Ricciardo trabalhava em diferentes. O australiano fechou o dia em nono, a 6s5 da marca de Hamilton. O RB10 nem de longe lembra o extraordinário desempenho do RB9. Sinal dos tempos.

 

Na Lotus, a situação não é melhor que da RBR. Maldonado até que andou bem pela manhã, mas no treino da tarde torceu o nariz. Isto porque o E22 ficou por duas vezes parado na pista. Ao todo, o venezuelano percorreu 27 voltas e conseguiu o oitavo melhor tempo do dia. Para compartilhar sua dor, o piloto da Lotus teve a companhia de Max Chilton, da Marussia, que trocou de motor depois de uma falha pela manhã, mas nem a substituição foi suficiente para que o inglês se animar. No total, ele deu quatro voltas e ficou com a última posição na tabela de tempos do dia, enquanto Marcus Ericsson, da Caterham, deu 98 giros pelo circuito barenita e ficou com a penúltima marca da tabela.

 

Confira os tempos:

 1º –  Lewis Hamilton, Mercedes, 1:34s263, 67 voltas

2º – Jenson Button, McLaren-Mercedes, 1:34s976, 103 voltas

3º – Felipe Massa, Williams-Mercedes, 1:37s066, 60 voltas

4º – Esteban Gutiérrez, Sauber-Ferrari, 1:37s180, 96 voltas

5º – Sergio Pérez, Force India-Mercedes, 1:37s367, 57 voltas

6º – Kimi Räikkönen, Ferrari, 1:37s476, 44 voltas

7º – Daniil Kvyat, Toro Rosso-Renault, 1:38s974, 57 voltas

8º – Pastor Maldonado, Lotus-Renault, 1:39s642, 26 voltas

9º – Daniel Ricciardo, Red Bull, 1:40s781, 8 voltas

10º – Marcus Ericsson, Caterham-Renault-Ferrari, 1:42s130, 98 voltas

11º – Max Chilton, Marussia, 1:46s672, 4 voltas

12º – Valtteri Bottas, Williams-Mercedes – sem tempo

Fonte: FIA/FOM