Jovem monegasco acabou com a monotonia da Fórmula 1 – Crédito: formula1.com

Charles Lecrec, da Ferrari, venceu de ponta a ponta o GP da Itália, disputado em Monza, domingo (8). Não foi apenas mais um triunfo, o segundo seguido do ano, foi uma vitória maiúscula. Ele não tomou conhecimento de ninguém, nem mesmo do pentacampeão mundial, Lewis Hamilton, da até então imbatível Mercedes. O jovem piloto monegasco pilotou muito, demais mesmo, e cruzou a linha de chegada com Valtteri Bottas em segundo e Hamilton, que errou, em terceiro.

Quem antes era apenas uma promessa agora é realidade. Lecrerc reúne todos os componentes para ser campeão mundial, talvez não este ano. Ainda mais se levarmos em conta a má fase do tetracampeão mundial e seu companheiro de Ferrari Sebastian Vettel. Em Monza, diante da ruidosa torcida tiffosi, o alemão fez mais que uma apresentação pífia, desastrada. Errou sozinho numa tomada de curva, atrapalhou Lance Stroll, que sem outra opção passou por cima da asa dianteira da Ferrari, e ao voltar à pista, como Vettel, também deslizou na baba. Ambos foram punidos, Seb com 10s e o canadense com um drive-thru (passagem a 80 Km/h pelos boxes).

Os tiffosi têm um novo ídolo -Crédito-formula1.com

Sangue novo, Lecrec tem em seu histórico a segunda vitória seguida, e assim, conseguiu se firmar dentro da equipe. Na prova italiana, Vettel se viu obrigado a dar passagem ao novato, então líder absoluto, e também para Hamilton e Bottas. Verdade seja dita, a Ferrari voltou renovada após as férias de verão europeu. É outra equipe. A unidade de força e o cuidado com a aerodinâmica fizeram dela páreo duro para a Mercedes. Ótimo para os telespectadores e torcedores, que não aguentavam mais a hegemonia da estrela solitária.

Sangue novo, Lecrec tem em seu histórico a segunda vitória seguida, e assim, conseguiu se firmar dentro da equipe. Na prova italiana, Vettel se viu obrigado a dar passagem ao novato, então líder absoluto, e também para Hamilton e Bottas. Verdade seja dita, a Ferrari voltou renovada após as férias de verão europeu. É outra equipe. A unidade de força e o cuidado com a aerodinâmica fizeram dela páreo duro para a Mercedes. Ótimo para os telespectadores e torcedores, que não aguentavam mais a hegemonia da estrela solitária.

Pentacampeão também erra, Hamilton perde a segunda posição – Crédito: formula.com

A largada foi tranquila. Lecrerc saiu na frente, enfrentou as duas Mercedes, pela ordem, Hamilton e Bottas, enquanto Vettel até esboçou reação, sem sucesso. Daí em diante a corrida foi dominada pelo piloto da Ferrari. Hamilton pressionou, mas a velocidade de reta da Ferrari era muito maior. A Mercedes tentou de novo dar o pulo do gato na parada para troca de pneus, porém a consistência de Lecrec falou mais alto e ele foi considerado o Piloto do dia. Hamilton, por sua vez, ganhou um ponto extra pela volta mais rápida da prova.

Lecrec suportou a pressão de Hamilton como um veterano – Crédito: formula1.com

Destaque para o bom desempenho da Renault, até então apagada. A disputa entre o demissionário Nick Hulkenberg e o sempre sorridente Daniel Ricciardo se não foi de fazer torcedor piscar também não foi deixa-lo chateado. Os dois lutaram pelo quarto lugar com vantagem para o australiano, que terminou a prova uma posição à frente de seu companheiro de equipe. No pelotão intermediário, os pegas foram os de sempre, envolvendo Alfa-Romeo, Racing Point, Haas e Williams.

Mesmo com erro, Lecrec fez uma apresentação espetacular – Crédito: formula1.com

Max Verstappen, da Red Bull, largou em último e fez uma corrida de recuperação, ainda que com problemas mecânicos no carro, e terminar na oitava posição, atrás de seu companheiro de equipe Alexander Albon, sexto, e de Sergio Pérez, da Racing Point. Encerram na zona de pontuação Antonio Giovinazzi, da Alfa-Romeu, e Lando Norris, da McLaren, que cometeu um erro na troca de pneus do eficiente Carlos Sainz Jr. A roda dianteira esquerda do carro do espanhol soltou assim que ele deixou a garagem.

A Fórmula se reúne novamente dia 22 para a disputa do GP de Singapura.

Resultado final do GP da Itália:

Crédito: formula1.com

Confira abaixo como está o Mundial de Pilotos:

Crédito: formula1.com

Confira abaixo como está o Mundial de Construtores:

Crédito: formula1.com