Os dois carros da Hispania abandonaram o GP da Malásia por questão de segurança. A afirmação é de Colin Kolles, diretor técnico da equipe. Os carros de Narain Karthikeyan ou Vitantonio Liuzzi estavam, como de costume, se arrastando pela pista. Mas, observando que os carros não foram testados, conseguir largar pode ser considerado um avanço.

“Paramos os dois carros somente por segurança. O carro de Narain estava com a temperatura da água muito elevada, então o aconselhamos a parar. Tonio estava perto de completar a corrida e sentiu a traseira instável. Fizemos duas paradas para checar o problema e descobrimos que havia danos na asa traseira, então decidimos parar por questões de segurança”, disse Kolles.

Kolles, então, avaliou positivamente a prova para sua equipe. “Em geral, não foi um dia ruim, considerando que foi nossa primeira corrida e a nossa primeira chance de testar o carro nessa condição”, argumentou.

“Não houve nenhum grande problema, então precisamos tentar melhorar para a próxima corrida, na China. Nossos tempos de volta não eram tão ruins em comparação com os pilotos da frente, isso mostra que existe luz no fim do túnel”, declarou, otimista. Sim, é verdade. Só que o ritmo que os demais pilotos empreendiam era algo em torno de 4s mais rápido que a Hispania. Quem duvida que os carros foram recolhidos para não se envolverem em acidentes e a equipe não ter condição de repor as peças?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...