Crédito: formula1.com

O inglês Lewis Hamilton venceu este domingo (12) em Barcelona depois de superar seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, na primeira curva do Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1, e com o feito reassumiu a liderança da classificação de pilotos. Foi a terceira vitória de Hamilton seguida em Barcelona e a quinta dobradinha da Mercedes da temporada, em cinco corridas disputadas. Ou seja, 100% de aproveitamento. A etapa foi decidida logo na primeira curva. Pole position, Bottas largou mal foi ameaçado também por Sebastian Vettel por fora do traçado, mas conseguiu manter a segunda posição até a bandeira quadriculada. O pódio foi completado pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull.

Quem se deu mal foi o tricampeão Sebastian Vettel, que na disputa com Bottas acabou perdendo a posição para Max Verstappen na largada ao perder o traçado e travar os pneus. Consistente, Verstappen completou o pódio, seguido de perto pelas Ferrari, enquanto Vettel terminou à frente de Charles Leclerc. Pierre Gasly fechou os seis primeiros com a outra Red Bull. Kevin Magnussen superou o dono da casa Carlos Sainz, da McLaren, seguido por Daniil Kvyat, da Toro Rosso, e seu companheiro de equipe na Haas, Romain Grosjean completando os dez primeiros.

Crédito: formula1.com

Ordem de box – A Ferrari, para variar, usou de atitude antidesportiva, e deu aviso de box a Vettel sobre a aproximação de seu companheiro de equipe, Charles Leclerc, que se aproximava do alemão, que estava com problemas de pneus após enquadradar na primeira curva. A inevitável ultrapassagem de Leclerc sobre Vettel aconteceu na 12ª volta. Vettel parou volta 20 para trocar pelos pneus médios. Já Leclerc fez sua parada seis voltas mais tarde, mas optou pelos pneus duros, ao invés dos médios de Vettel.

Com pneus novos, Vettel se aproximou rapidamente de Leclerc, e novamente, via rádio, a Ferrari mandou o monegasco abrir passagem e Vettel assumiu a quarta posição.

Crédito: formula1.com

Enrosco – Na volta 47, Lando Norris e Lance Stroll trocaram tinta no setor 2. O incidente de corrida, porém, determinou o abandono dos dois pilotos e obrigou a entrada do carro de segurança para retirada dos carros, detritos e da brita que espalhou pela curva. Com o pelotão reunido, era esperada uma reação dos que vinham atrás de Hamilton. Não aconteceu.

A Fórmula se reúne novamente dia 26 para a disputa do GP de Mônaco.

Crédito: formula1.com

Confira abaixo o resultado final do GP da Espanha de F1:

1) Lewis Hamilton (Mercedes)

2) Valtteri Bottas (Mercedes)

3) Max Verstappen (Red Bull/Honda)

4) Sebastian Vettel (Ferrari)

5) Charles Leclerc (Ferrari)

6) Pierre Gasly (Red Bull/Honda)

7) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari)

8) Carlos Sainz Jr. (McLaren/Renault)

9) Daniil Kvyat (Toro Rosso/Honda)

10) Romain Grosjean (Haas/Ferrari)

11) Alexander Albon (Toro Rosso/Honda)

12) Daniel Ricciardo (Renault)

13) Nico Hülkenberg (Renault)

14) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari)

15) Sergio Pérez (Racing Point/Mercedes)

16) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari)

17) George Russell (Williams/Mercedes)

18) Robert Kubica (Williams/Mercedes)

19) Lando Norris (McLaren/Renault)

20) Lance Stroll (Racing Point/Mercedes)