Vitória de Hamilton na Alemanha, quinta na temporada e 49ª na carreira, o deixa com vantagem de 19 pontos sobre Rosberg - Getty Images

Vitória de Hamilton, 5ª na temporada e 49ª na carreira, o deixa com vantagem de 19 pontos sobre Rosberg – Getty Images

 

Lewis Hamilton venceu de ponta a ponta, com propriedade, o GP da Alemanha, disputado domingo (31) em Hockenhein, casa do seu principal e único rival, o atabalhoado Nico Rosberg, e vai desfrutar as férias de verão europeu mais líder do que nunca. Com a vitória no circuito tedesco, a 49ª na carreira e a sexta no ano, o inglês soma 217 pontos contra 198 do alemão. Subiram no pódio alemão os dois pilotos da Red Bull, Daniel Ricciardo e Max Verstappen, respectivamente, com Rosberg em quarto.

 

Hamilton começou a conquistar vitória em Hockenhein na primeira curva - Sutton Images

Hamilton começou a conquistar vitória em Hockenhein na primeira curva – Sutton Images

 

A esperada disputada entre os pilotos da Mercedes não aconteceu. Rosberg era o pole-position, mas largou mal e viu não só Hamilton contornar a primeira curva em primeiro, assim como Verstappen e Ricciardo, os dois pilotos da Red Bull, em segundo e terceiro. Aí começou o calvário do alemão, para quem restava fazer uma corrida de recuperação, através da estratégia de paradas para troca de pneus. Só que nem isso deu certo. Não era, definitivamente, o dia de Rosberg, que viu toda a vantagem conquistada nas primeiras provas se diluírem em detrimento do tricampeão mundial a partir do GP da Hungria. Hamilton conseguiu virar o jogo e deixou a batata quente para ele descascar se quiser conquistar seu primeiro título de campeão mundial.

 

Rosberg jogou Verstappen para fora da pista e também a possibilidade de lutar pela vitória em casa - Sutton Images

Rosberg jogou Verstappen para fora da pista e também a possibilidade de lutar pela vitória em casa – Sutton Images

 

Em casa, diante de seu público, Rosberg se envolveu em mais um incidente ao praticamente jogar Verstappen para fora da pista na 30ª volta. Os comissários de pista não perdoaram e ele acabou sendo punido pela manobra com cinco segundos de acréscimo no tempo final de prova. Quem imagina que equipe de ponta não comete erros, errou, e a Mercedes segurou o alemão por 8s e após a parada esticada teve de nadar em águas turvas para terminar na quarta posição. Mas não foi só ele.

 

Os Felipes brasileiros também fizeram péssimas apresentações na Alemanha. Massa largou em décimo e abandonou a corrida na 38ª volta por, segundo ele, um problema na parte traseira do carro. Na primeira volta, ele levou uma pancada de Jolyon Palmer, da Renault. Que a Williams não tem mais força de reação é fato e perde a cada etapa terreno para Ferrari e Red Bull, mas que nos últimos anos Massa também vem colecionando maus resultados ante seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, que ao menos consegue driblar os problemas do equipamento e termina provas.

 

Brasileiros foram a Alemanha por ir, porque os resultados de Massa e Nasr não poderiam ser piores já que ambos abandonaram - Sutton Images

Massa e Nasr foram à Alemanha para cumprir tabela já que já que ambos abandonaram – Sutton Images

 

O outro Felipe, o Nasr, largou no 17º em Hockenhein, mas até conseguiu ultrapassar cinco pilotos logo na primeira curva, mas foi fogo de palha. A Sauber, em franca decadência, está com mais problemas que marido na hora de assinar divórcio e, como sempre, luta para terminar corrida. Na Alemanha não foi diferente. Resultado tão presumível quanto uma vitória dos pilotos da Mercedes. Nasr, com problemas no motor, abandonou a cinco voltas. Nada a declarar.

 

A F1 se reúne novamente em 28 de agosto para a disputa do GP da Bélgica.

 

Confira o resultado do GP da Alemanha:

(Crédito: APP formula1.com)

(Crédito: APP formula1.com)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...