Lewis vence pela terceira vez na temporada e cola em Rosberg (Sutton Images)

Lewis vence a terceira consecutiva e cola em Rosberg (Sutton Images)

Lewis Hamilton conquistou sua terceira vitória consecutiva nesta temporada com um desempenho para ninguém botar defeito na China, domingo (20), no circuito de Xangai. Fora a lambança do fiscal xing ling, que deu a bandeira quadriculada ao inglês na volta 54 das 56, para a Mercedes foi uma vitória maiúscula ao fazer 1-2 com Nico Rosberg, o segundo colocado e líder na tabela de pontos, e embolar o meio de campo. O alemão fez uma corrida com a faca entre os dentes após uma largada conturbada. Os dois pilotos da Red Bull não subiram ao pódio e ficaram atrás Fernando Alonso, da Ferrari, que subiu no pódio pela primeira vez na temporada em terceiro na estreia do novo chefe de equipe Marco Mattiacci, que substituiu o demissionário Stefano Domenicali. O top-5 foi composto por Daniel Ricciardo e Sebastian Vettel, ambos da equipe rubro-taurina. Entre os Construtores, a equipe da estrela solitária com confortáveis 154 pontos.

 

Felipe Massa sem nada para comemorar (Reprodução/Twitter)

Felipe Massa sem nada para comemorar (Reprodução/Twitter)

Lá pelos lados da Williams, o fim de semana não foi ruim, foi péssimo. Felipe Massa reviveria a excelente largada que fez no GP do Bahrein não tivesse ele dado uma ralada em Fernando Alonso logo na entrada da primeira curva. Não foi barbeiragem, foi coisa de corrida. O brasileiro virou recheio de sanduíche entre o espanhol e o alemão Nico Hülkenberg, e mesmo assim conseguiu imprimir um ritmo consistente até a primeira parada para troca de pneus. Aí a coisa pegou.

 

Os mecânicos não conseguiram fixar a roda traseira esquerda e no meio da balbúrdia enfiaram outro pneu em posição invertida. Lamentável. Erro primário de organização. Perda de tempo irreparável para quem quer voltar a ser grande. Com isso, a corrida de Massa ficou totalmente comprometida, e tudo que pôde fazer foi lutar por um insosso 15º lugar. Valtteri Bottas, companheiro de Massa, também levou uma sapecada de Nico Rosberg na largada, viu seu FW36 virar pipoca no asfalto, mas segurou a bronca para chegar em sétimo, mais uma vez na frente do brasileiro, que se não se cuidar vai virar segundo piloto. De novo.

 

No pódio, Rosberg (e), Hamilton e Alonso (Sutton Images)

No pódio, Rosberg (e), Hamilton e Alonso (Sutton Images)

A situação não é melhor na Red Bull. Apesar de Seba estar na frente, o australiano Daniel Ricciardo não é de dar importância ao tetra de seu companheiro de equipe, e quando decide botar pressão não escolhe adversário. Vettel não ouviu “Ricciardo is faster than you” pelo rádio, mas soube que deveria abrir passagem ao colega. Fez ouvido de moco. Resistiu enquanto pode, mas na segunda investida do australiano não teve jeito. Perdeu a posição já com os pneus em frangalhos. Para piorar, Vettel ainda foi ultrapassado por um retardatário durante a corrida, tirou onda pelo rádio, e terminou na quinta posição.

 A Fórmula 1 volta a se reunir dia 11, na Espanha.

 

 

GP da China, resultado:

Crédito: formula1.com)

(Crédito: formula1.com)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

F1 2014, Campeonato de Pilotos após quatro corridas:

1) Nico Rosberg –  79

2) Lewis Hamilton – 75

3) Fernando Alonso – 41

4) Nico Hülkenberg  – 36

5) Sebastian Vettel  –  33

6) Daniel Ricciardo – 24

7) Valtteri Bottas – 24

8) Jenson Button – 23

9) Kevin Magnussen – 20

10) Sergio Perez – 18

11) Felipe Massa – 12

12) Kimi Räikkönen – 11

13) Jean-Eric Vergne – 4

14) Daniil Kvyat – 4

(Fonte: formula1.com)

F1 2014, Campeonato de Construtores:

(Times pontuadores)

1) Mercedes – 154 

2) Red Bull Racing-Renault – 57

3) Force India-Mercedes –  54

4) Ferrari  – 52

5) McLaren-Mercedes – 43

6) Williams-Mercedes – 36

7) STR-Renault – 8

(Fonte: formula1.com)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...