Modelo foi o primeiro a sair da linha de produção brasileira, em 2014 – Divulgação

A fábrica do BMW Group em Araquari, Santa Catarina, começa o ano com um grande motivo para celebrar: ícone da marca e automóvel premium mais vendido no Brasil, o BMW Série 3 chega à marca de 30 mil modelos produzidos em solo brasileiro.

O sucesso de vendas do Série 3 é compatível com os feitos históricos do modelo no Brasil. Ele foi o primeiro modelo a sair da linha de produção, em 2014. Também foi o escolhido para ter uma edição especial de aniversário de 5 anos da fábrica – com apenas 24 unidades, em 2019 – o BMW 320i MSport 5 Years Edition.

“O veículo premium mais vendido no país, um exemplo do Puro Prazer de Dirigir e de tecnologia BMW, é orgulhosamente produzido pelo nosso time, que celebra mais este marco em nossa história de produção no país”, celebra Otávio Rodacoswiski, Diretor Geral da fábrica do BMW Group em Araquari.

Na sua sétima geração e com motor Flex Fuel, o BMW Série 3 tem produção nacional nas versões 320i GP, 320i Sport GP e 320i M Sport e em sete cores: Branco Alpino, Preto Safira, Cinza Mineral, Sunset Orange, Portimao Blue, Phytonic Blue e Prata Glacial.

A fábrica brasileira da marca produz atualmente, além do BMW Série 3, os modelos X1, X3 e X4 e retornou à produção nesta segunda-feira, dia 24 de janeiro. A previsão é que a fábrica produza cerca de 10 mil carros, como em 2021.

Sustentabilidade

A fábrica em Araquari é exemplo da sustentabilidade tão incentivada pelo BMW Group. Além de manter um constante monitoramento da flora e fauna que rodeiam o terreno onde a fábrica se localiza, há diversos projetos de redução de energia, água e de emissão de resíduos para descarte. Desde o início da produção, em 2016, já foi reduzido em 33% o consumo de energia, 41% o consumo de água e em 87% os resíduos para descarte.

A fábrica também conta com a utilização de energia proveniente de fontes renováveis, promovendo a redução das emissões de CO2 em suas atividades – o que rendeu a certificação I-REC, um instrumento de compensação do consumo de energia elétrica proveniente de fontes que emitem CO₂ na atmosfera.