Divulgação

 

A suspensão a ar está cada vez mais popular e dentro do imaginário de quem pensa em rebaixar o seu carro, mas quem pensa que ela é uma invenção recente, se engana. Ela existe desde os Anos 1940 quando se buscava uma alternativa para melhorar a estabilidade dos carros de competição no Estados Unidos. A partir da década de 1950, a suspensão a ar começou a ganhar novas aplicações. A Plymouth começou a oferecer a suspensão a ar como opcional para os seus carros em um sistema de bolsas calibráveis para nivelar o carro.

 

Basicamente, a suspensão a ar é a aplicação de bolsas de material elastômero, normalmente borracha sintética trefilada ou poliuretano, inseridas em conjunto ou substituindo a suspensão mecânica original de um veículo. São apresentados em diversos formatos, tamanhos e capacidades de carga.

 

Essas bolsas de ar podem ser infladas deslocando o conjunto original para compensar uma carga adicional nivelando o carro e são formadas por compressor, cilindro, relógios e bolsas. No lugar das molas são colocadas essas bolsas de ar que vão fazer o ajuste de altura do veículo. Ao prender o ar, o veículo levanta e quando o sistema é acionado novamente o ar é jogado de dentro das bolsas pra fora, fazendo assim com que o veículo rebaixe totalmente.

 

Existe a necessidade de um sistema que regule a altura de rodagem. É a válvula niveladora, que preferencialmente deve ser eletrônica, pois o condutor dificilmente consegue fazer essa regulagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...