Skip to content

RICARDO RIBAS

Jornalismo feito por jornalista

Archive

Category: Opinião
  O tricampeão mundial Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio do Canadá domingo (12) e reduziu a liderança do companheiro de Mercedes Nico Rosberg para nove pontos. Rosberg, vencedor das quatro corridas de abertura da temporada de Fórmula 1, terminou em quinto. Sebastian Vettel, da Ferrari, ficou em segundo, com finlandês da Williams Valtteri Bottas, em terceiro. Max Verstappen, Nico Rosberg, Kimi Räikkönen, Daniel Ricciardo, Nico Hülkenberg, Carlos Sainz Jr e Sergio Pérez completaram o Top-10.     O sucesso do inglês no Canadá teve a ajuda, de novo de ouro time, desta vez por erro da Ferrari ao chamar Sebastian Vettel para uma troca a mais de pneus, enquanto a maioria das equipes optou por apenas uma. A ajudinha anterior aconteceu há duas semanas, em Mônaco, quando a Red Bull cometeu um erro durante a troca de pneus de Daniel Ricciardo e deu de bandeja a vitória ao inglês. Dizer neste momento que Hamilton é favorito ao título pode parecer prognóstico precipitado, Continue lendo [...]
  Dizem, e é uma verdade, que o povo brasileiro é solidário quando solicitado. Para comprovar, a ONG Reviva , com apoio da Volvo Car Brasil e da Revista Fullpower, sairá em expedição nesta terça-feira (16) de São Paulo com destino à cidade de Mariana (MG) assolada pelo rompimento da barragem da Siderúrgica Samarco, responsável por um dos maiores desastres ecológicos da história mundial recente, e levará 10 mil litros de água potável à população.     Na esteira da expedição será produzido um documentário especial com histórias de quem foi atingido pelo desastre, que até agora não recebeu qualquer tipo de punição pelo total imobilismo governamental. Iniciativas como essa renovam a esperança de um mundo melhor. Cada envolvido poderia dizer amém, mas preferiram tirar o traseiro da cadeira e ajudar quem de fato precisa. A Revista Fullpower, especializada em veículos especiais, tunados e fuçados, do inovador jornalista e empresário Eduardo Bernasconi Continue lendo [...]
  O alemão Nico Rosberg venceu de ponta a ponta o sem graça GP do Brasil, disputado domingo (15) no Autódromo de Interlagos, e  garantiu o vice-campeonato da temporada 2015 da Fórmula 1. O tricampeão mundial Lewis Hamilton, que sonhava com uma vitória no autódromo paulistano terminou em segundo seguido de Sebastian Vettel, da Ferrari, que fez uma corrida isolada, e nem se vencer em Abu Dhabi terá condições matemáticas de passar seu compatriota na tabela de pontos. O campeonato e vice estão definidos. Ponto!     Depois do sacode que tomou do inglês, Rosberg parece que tomou tento e sabe que precisa se firmar dentro da equipe, possivelmente para entrar na temporada de 2016 com a moral, no mínimo, mais equilibrada do que nesta, quando conquistou cinco vitórias, a 13ª em sua carreira na principal categoria do esporte a motor mundial. O alemão da Mercedes tem velocidade, mas peca em consistência e equilíbrio emocional. Não fossem esses detalhes, ele não teria Continue lendo [...]
  Nico Rosberg venceu de ponta a ponta o enfadonho, sonífero mesmo GP do México, disputado domingo (1º) no belo, porém travado Autódromo Hermanos Rodriguez, e se colocou novamente na vice-liderança do campeonato mundial de pilotos. Coube ao alemão, que não sofreu ataque do agora tricampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton, a tequila e o sombreiro no alto do pódio, onde também esteve o finlandês Valtteri Bottas, da Williams, que deu um toque em seu compatriota ferrarista Kimi Räkkönen no final da prova Confira no final deste artigo (Crédito: Alejandro Tum).   Esta foi a quarta vitória de Rosberg nesta temporada, marcada pela hegemonia da equipe Mercedes, e agora acumula 272 pontos contra 251 de Sebastian Vettel, da Ferrari, para quem o final de semana foi marcado por erros de pilotagem e uma batida sem maiores consequência, exceto, perder a vice-liderança na tabela de pontos na escorregadia pista mexicana.   Sem querer ser pentelho, apenas pontual, os pilotos Continue lendo [...]
Quando a imprensa diz que a Fórmula 1 precisa se reinventar não é por acaso. A queda de audiência mundial, de certo modo, explica a necessidade de os comandantes (neste caso, leia-se: mandatários e chefes de equipes) acharem algum motivo. A bola da vez e o sistema de suspensão interligado, o tal FRIC, que gerou reclamação de equipes do “pessoal do puxadinho” do grid. A FRIC não é nenhuma novidade, mas quem não conseguiu desenvolver o artefato, no caso as equipes pequenas, acreditam se tratar de algo ilegal e seu possível banimento. Veio a grita. Entre as equipes menores, por enquanto, não houve acordo e ninguém conseguiu provar que o sistema responde pelo extraordinário rendimento da Mercedes ante as rivais. Charlie Whiting, diretor de provas da FIA, Charlie Whiting, enviou um comunicado às equipes alertando que novas análises conduzidas pela entidade constataram que o sistema pode ser ilegal. Será que é ilegal mesmo?   Como equipe de fábrica da Mercedes ressuscitou Continue lendo [...]
Parece que a FOM (Formula One Management) e a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) se tocaram que a Fórmula 1 como está não dá para continuar. O Conselho Mundial da FIA se reuniu quinta-feira (26), em Munique, e aprovaram mudanças nos regulamentos técnico e esportivo da F1 para 2015, a começar pelo fim dos pavorosos bicos de gonzo, a redução do número de testes e do número de motores que poderão ser utilizados no próximo campeonato. Tem mais. As relargadas paradas após as intervenções do carro de segurança, que, a meu ver, parece bem questionável.   Na nota divulgada após a reunião, a FIA afirma que as alterações nas regras que especificam as dimensões do bico dos carros visam melhorar a segurança e o aspecto estético das peças. Como assim, as peças não foram aprovadas nos testes de impacto? Quanto a melhora na estética, tudo bem, já que se os bicos se assimilam ao gonzo também suscitam outras interpretações ligadas ao órgão sexual feminino. Continue lendo [...]
A perda de 50 milhões de telespectadores, aparentemente, não faz Bernie Ecclestone, presidente da FOM (Formula One Management), a empresa que detém os direitos comerciais e de imagem da F1, que nem pensa em voltar os olhos aos novos meios de comunicação, particularmente os alojados na internet. A queda vertical de audiência mundial da F1 na TV na temporada 2013 está no relatório anual de audiência global da FOM. Será cegueira ou medo do novo?   Alegar que Ecclestone é tapado ou que o peso de seus 83 anos o impedem de ver o mundo novo é duvidoso. Porém, fazer vista de moco e achar que a F1 se encerra em si mesma e acreditar que ela continuará a ser um produto que se vende sozinho está errado. O sinal amarelo está piscando, caso contrário as emissoras de televisão e países sede não estariam dando voltas para encontrarem patrocinadores dispostos a colocar dinheiro bom e grande em produto, no mínimo, claudicante. Portanto, merece atenção.   É bem verdade que Continue lendo [...]
Era 1º de maio de 1994. Lembro-me que levantei cedo para assistir o GP de Ímola. O domingo era, também, dia de preparar o fechamento do jornal The Brazilian Post do qual eu era sócio fundador e diretor de Redação. Cabia a mim escrever o editorial da publicação, enviar o texto por fax e uma cópia em disco, via aérea, para a sede nos Estados Unidos. Com um olho na televisão e outro no computador eu redigiria sobre assuntos relacionados com economia e política. Não redigi. Os dedos não obedeciam já que a disputa na pista prometia. Senna era o pole e ia acelerar a mal nascida Williams. Uma vitória do brasileiro poderia mudar o rumo do editorial. Esperei.   O tempo, como sempre, corria na contramão. Minha máquina de escrever, uma Imperial 1929, repousava tranquila na mesma bancada encostada na parede na qual um pôster do então tricampeão mundial denunciava minha profunda admiração pelo piloto com o qual um dia dividi pistas de kart, andando atrás, óbvio. Ele tinha Continue lendo [...]