Foto: Marieli Prestes

A Audi do Brasil iniciou na sexta-feira (6), a doação de carrinhos elétricos da marca para hospitais infantis no País. A ação social, desenvolvida em parceria com concessionárias da rede, visa à amenização do estresse e da ansiedade, muito comuns momentos antes de procedimentos cirúrgicos e exames. As crianças atendidas poderão usufruir dos brinquedos como meio de locomoção até salas de cirurgia, exames ou apenas se divertir nas áreas destinadas à recreação dos complexos hospitalares.

Ao todo serão doados 22 carrinhos elétricos para 17 hospitais infantis em 10 cidades brasileiras: Curitiba, Londrina e Maringá, PR, Belo Horizonte, MG, Fortaleza, CE, Recife, PE, São Luís, MA, Campinas, São Paulo e Sorocaba, SP. A estratégia de definição dos hospitais beneficiados foi baseada em características como parcerias já existentes e proximidade com a marca, histórico de ações filantrópicas da instituição e a acessibilidade do espaço.

Em estudo publicado em 2018 no British Journal of Anaesthesia, pesquisadores comprovaram que crianças que dirigiram um carrinho elétrico de brinquedo até a sala de cirurgia apresentaram redução nos níveis de ansiedade semelhante a outras que tomaram medicamentos ansiolíticos.

Os carrinhos elétricos infantis são versões de dois esportivos da marca, comportam crianças a partir de 3 anos e até 30 kg e possuem diversas cores: Audi R8 Spyder, na cor preta, e Audi TT RS, nas cores amarela, branca, preta e vermelha. Além da condução em dois modos, sendo pilotado pela própria criança ou por controle remoto, o brinquedo conta com luzes led nos faróis, buzina e rádio. Estão disponíveis em todas as concessionárias Audi Center do Brasil.

Dentre os complexos que receberão os carrinhos está o Hospital Pequeno Príncipe, localizado em Curitiba e parceiro da Audi em outras iniciativas. Em São Paulo, o GRAAC e o Hospital Darcy Vargas receberão os brinquedos. Nas outras cidades participam: Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil, em Sorocaba, Hospital da Baleia, em Belo Horizonte, hospitais Português, Barão de Lucena, Maria Lucinda e Helena Moura, em Recife, Albert Sabin, Universitário Walter Candido e IPREDE, em Fortaleza, Centro Infantil Boldrini, em Campinas, Hospital Infantil Dr. Juvêncio Matos e Universitário Unidade Materno, em São Luís, Hospital do Câncer de Londrina e Hospital Infantil de Maringá.