Otazú, que já participa do automobilismo, consolida posição no kart amador – Divulgação

 

Com duas vitórias, duas poles e três voltas mais rápidas, caçula do campeonato está um ponto atrás do líder. Maior destaque da temporada, com duas vitórias, duas pole positions e três voltas mais rápidas em apenas cinco participações, Alberto Cesar Otazú quer retomar a liderança da Taça Amika Ayrton Senna, que terá a sua sétima etapa realizada nesta quinta-feira (27), no Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, na zona sul de São Paulo. O jovem piloto está com apenas um ponto de desvantagem para o líder Alfredo Salvaia, que soma 113 pontos.

Otazú(centro) pode retomar a liderança da Taça nesta quinta – Divulgação

 

“Como eu tenho uma participação a menos no campeonato, e tive baixa pontuação na última corrida, já fiz os meus dois descartes regulamentares. Agora não tem jeito, preciso terminar todas as próximas corridas no mínimo entre os três primeiros para continuar na briga pelo campeonato”, assume o vice-líder.

Caçula do campeonato organizado pela Amika, com apenas 16 anos de idade e único piloto a repetir vitória nas seis etapas disputadas, Alberto Cesar não vê outra alternativa que não seja ganhar mais pontos extras por pole position e volta mais rápida, e se possível vencer pelo menos mais uma das próximas quatro etapas para ficar no topo da Taça Ayrton Senna.

Combativo e bem preparado, a meta de Otazú é a conquista da Taça Ayrton Senna – Divulgação

 

“Acho que a definição do campeão será apenas na última prova do ano. Estou bem no campeonato, permaneço na briga pelo título, mas não está fácil. O nível dos pilotos é alto, o atual líder do campeonato é extremamente regular, então não posso cometer erros. O melhor é ser o mais rápido possível desde a tomada de tempos para ter um pouquinho de tranquilidade e folga na corrida, se é que isto é possível neste campeonato”, espera Alberto Cesar Otazú.

Confira a classificação dos dez primeiros (com dois descartes) da Taça Ayrton Senna da AMIKA após seis etapas:

1) Alfredo Salvaia, 113

2) Alberto Cesar Otazú, 112

3) Rodrigo Borotto, 110

4) Eric Baraveli, 108

5) Akira Eguti, 103

6) André Mansano, 102

7) Cayto Grotkowsky, 101

8) Miguel Cappuccio, 98

9) Guilherme Lima, 95

10) Peter Jankowski, 91

Fonte: Organização