A AEA (Associação de Engenharia Automotiva) realizou dia 7 o X Prêmio AEA de Meio Ambiente (em paralelo à Cerimônia de homenagens às entidades participantes do Proconve/Promot), com a participação de cerca de 180 convidados, no Milenium Centro de Convenções, em São Paulo. Nesta edição do Prêmio AEA, 49 trabalhos foram inscritos nas quatro categorias: Jornalística, Responsabilidade Ambiental, Responsabilidade Social e Tecnologia. Os trabalhos foram analisados por uma banca de jurados, liderada por Alfredo Castelli, coordenador do evento.

 

Edson Orikassa, presidente da AEA, e Paulo Campo Grande, editor de Quatro Rodas - Divulgação

Edson Orikassa, presidente da AEA, e Paulo Campo Grande, editor de Quatro Rodas – Divulgação

 

Na Categoria Jornalística, a grande vencedora foi a reportagem intitulada Bem-vindo ao futuro, do jornalista Paulo Campo Grande, que fez matéria para a revista Quatro Rodas. As menções honrosas ficaram para os trabalhos O país do carro, de Joel Leite, editor do site Autoinforme, e A apresentação de uma ideia por meio do Riversimple Rasa, de Gustavo Henrique Ruffo, à época escrita para o site MotorChase.

 

Alfredo Castelli, diretor da AEA, entrega troféu ao diretor do Instituto Jogue Limpo (à esquerda), na categoria Responsabilidade Social. - Divulgação

Alfredo Castelli (D), diretor da AEA, entrega troféu ao diretor do Instituto Jogue Limpo, na categoria Responsabilidade Social. – Divulgação

 

O título de melhor trabalho da Categoria Responsabilidade Ambiental foi para Zero aterro – GM São Caetano do Sul, dos autores Andreieli Ribeiro Pinto, Tatiana Gil, Leonardo M. Sanches Junior e Mônica Tatiane Oliveira Lucusi, da General Motors. Ainda na categoria, levaram as menções honrosas os trabalhos Reformulação do método de análise ambiental e novos projetos, de Celso Piaceres, Márcio Lima, Juliane Rocha e Leonardo Grünewald, da Volkswagen do Brasil, e Energy treasure hunt as input to environmental cost deployment: the strategy for energy efficiency at Volvo Powertrain Curitiba, Carolina Bedran, Alice Woicik, Leandro Fernandes, Gislaine Oliveira, Maristela Salmoria e Mario Nawcki, da Volvo.

 

Marcelle Azeredo, o Instituto Jogue Limpo, com o paper Logística reversa de embalagens plásticas de óleo lubrificante usadas, foi a grande vencedora Categoria Responsabilidade Social. As menções honrosas desta categoria ficaram para Eduka, de Evandro Soares, da Kanjiko do Brasil, e Projeto Associação Borda Viva, de autoria de Graziela Pontes, da Renault do Brasil.

 

Nilton Monteiro, diretor adjunto da AEA (D), entrega troféu a Luiz Noronha e Gustavo Teixeira, da FPT, na categoria Tecnologia. - Divulgação

Nilton Monteiro, diretor adjunto da AEA (D), entrega troféu a Luiz Noronha e Gustavo Teixeira, da FPT, na categoria Tecnologia. – Divulgação

 

E, finalmente na Categoria Tecnologia, os vencedores foram Luiz Noronha e Gustavo Teixeira, da FPT Industrial, com o trabalho Os desafios da introdução do óleo API CJ-4 no mercado da América Latina. Uma das menções honrosas ficou para o Salvando combustível com o ABS, de Emerson Batagini, da Robert Bosch. A outra foi entregue para Roberto Gothardo Krenus, da Delphi, com o trabalho intitulado Aquecimento de combustível, uma forma simples de reduzir emissões veiculares.

 

Na cerimônia de homenagens, a AEA – Associação Brasileira de Engenharia Automotiva destacou oito entidades de classe, órgãos governamentais e empresa estatal, que participaram e contribuíram com o Proconve – Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, que nasceu em 1986, e do Promot – Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos, a partir de 2002.

 

Foram homenageadas a Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, a Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a Cetesb – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, o Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, a Petrobras, o Sindipeças – Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores e a Unica – União da Indústria de Cana de Açúcar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...