Divulgação

Divulgação

 

Está chegando às livrarias uma publicação de especial interesse para o continente sul-americano: A Guerra do Paraguai, do jornalista Luiz Octavio de Lima. Em ritmo de reportagem, o livro narra desde as tramas que antecederam o maior conflito armado da história da região às batalhas, epidemias e perseguições políticas que resultaram em centenas de milhares de mortos.

 

Sem a pretensão de ter o conhecimento de um acadêmico, o autor foi direto às fontes. Esteve no Paraguai, Argentina e Uruguai, onde vasculhou museus e ouviu centenas de pessoas: de historiadores a políticos e parentes de vítimas da guerra. Leu centenas de documentos, muitos inéditos ou nunca mencionados em publicações brasileiras.

 

O resultado é uma obra em que as razões de cada lado ganham voz por meio de seus protagonistas e episódios decisivos são reconstituídos em detalhes. Como, por exemplo, a única vez que o Duque de Caxias e Solano López se viram em toda a guerra. Ou o encontro entre López, Mitre e Flores para uma tentativa de armistício. Também emocionantes são as descrições dos grandes confrontos. Em especial, Curupaiti, onde o drama humano aparece com maior amplitude.

 

Obra contém informações inéditas e vasto material fotográfico - Divulgação

Obra contém informações inéditas e vasto material fotográfico – Divulgação

 

Pela narrativa repleta de lances surpreendentes, desfilam não apenas os governantes e líderes militares dos países diretamente envolvidos no conflito, que em momentos alternados viveram papéis de heróis e vilões, como ganham luzes as ações e os dramas de figuras menos conhecidas, mas igualmente fascinantes: a ardilosa amante de López; religiosos implacáveis; combatentes submetidos a dores e privações; mulheres e crianças testadas no limite da bravura; e escravos que viram na guerra o caminho para a liberdade. Todas figuras reais, retratadas com base em relatos de época e farta documentação. Como pano de fundo, a luta pelo controle da navegação pela Bacia do Prata, de enorme importância econômica e estratégica naquele momento.

 

O livro também se ocupa de discutir (e algumas vezes desfazer) os mitos criados ao sabor dos ventos ideológicos que sopraram sobre o continente em diferentes períodos desde então. Um épico latino-americano de interesse universal.

 

 

 

A Guerra do Paraguai

Luiz Octavio de Lima

Editora Planeta

434 páginas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...