Em 2018 time suíço se chamará Alfa Romeo Sauber F1 Team – Reprodução

 

A Sauber anunciou na manhã desta quarta-feira (29) acordo de parceria técnica e comercial plurianual com a Alfa Romeo. O fabricante de automóveis italiano, que faz parte da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), se juntará ao Sauber F1 Team como patrocinadora a partir de 2018. Ao fazê-lo, Alfa Romeo está retornando à Fórmula 1 depois de mais de 30 anos de ausência do esporte.

 

Giuseppe Farina foi o primeiro campeão mundial de Fórmula 1 a bordo de um Alfa Romeo – Foto: LAT

 

A parceria, que inclui uma cooperação estratégica, comercial e tecnológica entre a Alfa Romeo e a Sauber F1 Team, permitirá o intercâmbio de engenharia e know-how técnico e proporcionará novas oportunidades para as duas organizações dentro da Fórmula 1. A partir de 2018, a equipe será conhecida como a Alfa Romeo Sauber F1 Team. O carro de F1 2018 terá o logotipo da Alfa Romeo e será equipado com as unidades de energia Ferrari 2018, o que não significa que a equipe, fundada por Peter Sauber, participará do desenvolvimento do propulsor de Maranello. Na prática, a Sauber se torna, oficialmente, a equipe satélite da Ferrari.

 

Em 1978, Brabham Alfa Romeo BT46B conquistou duas vitórias com Niki Lauda – Sutton Images

 

Segundo Sergio Marchionne, CEO da Fiat Chrysler Automobiles, “o acordo com a Sauber F1 Team é um passo significativo na remodelação da marca Alfa Romeo, que retornará à Fórmula 1 após uma ausência de mais de 30 anos. Uma marca ajudou a fazer a história deste esporte e vai se juntar a outras grandes montadoras que participam da Fórmula 1”.

 

Andrea de Cesaris cravou a pole no GP de Long Beach, em 1982 – Sutton

 

“A própria marca também se beneficiará do compartilhamento de tecnologia e know-how estratégico com um parceiro do Sauber F1 Team experiência incontestável. Os engenheiros e técnicos da Alfa Romeo, que já demonstraram suas capacidades com os modelos recém-lançados, Giulia e Stelvio, terão a oportunidade de disponibilizar essa experiência à Sauber F1 Team”. A questão principal é se a Sauber, última colocada na tabela de pontos do Mundial de Construtores com cinco pontos, terá capacidade de produzir um carro eficiente.

 

Satisfação também para Pascal Picci, presidente, Sauber Holding AG. “Estamos muito satisfeitos em receber a Alfa Romeo para a Sauber F1 Team. Alfa Romeo tem uma longa história de sucesso nas corridas Grand Prix, e estamos muito orgulhosos de que esta empresa de renome internacional tenha escolhido trabalhar conosco para retornar ao auge do automobilismo”, disse.

 

Em 1985 a Alfa Romeo deixava a Fórmula 1. O modelo 185T foi um fiasco – Foto: LAT

 

“Trabalhar em estreita colaboração com um fabricante de automóveis é uma ótima oportunidade para o Grupo Sauber desenvolver ainda mais seus projetos de tecnologia e engenharia. Estamos confiantes de que juntos podemos trazer de volta o grande sucesso da Alfa Romeo Sauber F1 e esperamos uma parceria longa e bem sucedida”, concluiu. Verdade seja dita. A equipe suíça atravessou um período de vacas magras, e não apresentou nas pistas resultados que justificasse a aproximação de patrocinadores.

 

Histórico – A Alfa Romeo participou da Fórmula 1 de 1950 a 1988, como um construtor e fornecedor de motores. Já em seus primeiros anos em 1950 e em 1951, Alfa Romeo ganhou o Campeonato Mundial inaugural de Pilotos com Nino Farina e Juan Manuel Fangio. De 1961 a 1979, Alfa Romeo participou como fornecedor de motores para várias equipes de F1.

 

Depois de voltar em 1979 como equipe, Alfa Romeo obteve como melhor resultado a sexta colocação no Mundial de Construtores em 1983. Com resultados, no mínimo, questionável, a marca se retirou da Fórmula Um em 1985, e agora retorna como patrocinador principal da F1 Team Sauber após uma ausência de 30 anos.

 

Reprodução

Renascimento do cuore – Alfa Romeo é uma marca histórica do FCA Group. Desde a sua fundação em Milão, Itália, em 1910, a Alfa Romeo concebeu e criou alguns dos carros mais elegantes e exclusivos da história automotiva. Essa tradição vive hoje, já que a Alfa Romeo continua a adotar uma abordagem única e inovadora para projetar automóveis. Em todos os Alfa Romeo, a tecnologia e a paixão convergem para produzir uma verdadeira obra de arte. Legiões de Alfistas de todo mundo, certamente, estão comemorando o retorno da marca à Fórmula 1, pois, de certo modo, é uma garantia de sobrevivência da Alfa Romeo, e para os brasileiros a expectativa de desembarque novamente desses veículos.

 

Alfa Romeo Stelvio – Reprodução

Reviver plenamente o espírito de Alfa Romeo e maximizar seu apelo global tem sido uma das prioridades da FCA. Seguindo uma estratégia clara e bem definida, a Alfa Romeo está escrevendo um novo capítulo em sua história de mais de um século que representa uma oportunidade extraordinária para perceber o potencial total da marca. E fazer valer a máxima que diz que todos os carros são lindos, mas os Alfa Romeo tem um coração.

 

Alfa Romeo Giulia – Reprodução

Hoje, a Alfa Romeo é uma verdadeira vitrine dos melhores recursos, talentos e know-how tecnológico do Grupo. Alfa Romeo está ganhando os corações de uma nova geração e retomando sua posição legítima como uma das marcas premium mais desejadas do mundo. É, mais uma vez, um dos principais símbolos da engenharia e do estilo italiano, um ícone da excelência tecnológica e do espírito criativo da Itália.

 

A FCA projeta, fabrica e vende veículos e peças e serviços relacionados, componentes e sistemas de produção em todo o mundo através de 162 instalações de fabricação, 87 centros de P&D e revendedores e distribuidores em mais de 150 países. Além de Alfa Romeo, o portfólio de marcas inclui Abarth, Chrysler, Dodge, Fiat, Fiat Professional, Jeep, Lancia, Ram, Maserati e Mopar, além de peças e serviços. Os negócios do Grupo também incluem Comau (sistemas de produção), Magneti Marelli (componentes) e Teksid (ferro e fundição).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...